Na Terra da Garoa, mais garoenta do que nunca, e mais glamurosa do que sempre: a noite da Folha Moda!

Numa noite em que, segundo os meteorologistas, São Paulo alcançava seu índice de garoa máxima, Alexandre Herchcovitch, generosamente, abriu os dois andares de sua loja espetacular nos Jardins para recepcionar o melhor da moda mundial, num coquetel muito exclusivo de pré-lançamento da Coleção Folha Moda, uma enciclopédia em fascículos, com o melhor do que a Moda já produziu sobre a Terra, de A a Z, incluindo quatro dezenas de nomes do Brasil.

Foi uma noite simpática, com hora para começar e acabar, tribos da moda várias, estilos múltiplos e tatuagens lindas de capotar. Ai, gente, como os paulistanos sabem se tatuar bonito! Aquelas peles branquinhas servem de tela e inspiram imagens magníficas. São peixes que ondulam pelos braços, dragonas que descem ombros abaixo, uma beleza de tattoos…

Cariocas gostam de exibir o bronzeado bem transado. Paulistas, a arte da tatuagem com originalidade. Empate!

Havia nomes da moda em todas as direções. Alexandre Herchcovitch recebia logo à entrada, onde tive o prazer de ver um caftan dourado míni de Zuzu cintilando atrevido na vitrine, em tecido Lurex, debruado com placas plásticas cor de rosa e contas de acrílico branco pela saudosa das bijuterias Ethel Moura Costa. Data: 1966!

Foi o primeiro metro de tecido com fio de lurex que desembarcou no Brasil, trazido por mamãe na bagagem, vinda uma viagem de trabalho aos escritórios londrinos da fábrica Celanese, que a convidou para lançar o fio Lurex no Brasil, numa coleção dela.

O dourado atrevidinho da Zuzu no centro e, ao lado, o vestido de casamento, deslumbrante, de Dener para sua noiva, Maria Stella Splendore, com bordados inspirando fogos de artifício. O colecionador José Gayegos, que trabalhou com o estilista, me revelou ter sido essa mesma a intenção de Dener, explodindo de felicidade com seu casamento.

À direita do caftan mini, na vitrine, um extraordinário fourreau longo, branco, de chifon, de Clodovil, que poderia ser de baile e poderia ser de noiva – a capa com cauda longa deixa a dúvida – todo debruado com plumas brancas de avestruz, bem conservadíssimo, como novo.

A vitrine estava show.

No segundo andar, a exposição fascinante, com as roupas da Coleção Clodovil, uma delas doada por Marita Martins, e do Acervo Dener Pamplona de Abreu, conservado com carinho por José Gayegos, seu ex-colaborador.

E um outro caftan de Zuzu Angel, 1966, época em que ela era chamada pelas colunistas de moda de “Zuzu dos Caftans”.

Os astros da moda que vi por lá: Marcelo Sommer, Ronaldo Fraga, Ricardo Almeida, Michel Sarkis, o simpático dono da Inbrands. Não vi o Lino Villaventura, pois quando cheguei ele já havia saído. Todo o alto staff da Folha de São Paulo. A pesquisadora Vivian Whiteman. O amigo de sempre José Gayegos. O simpaticíssimo Michel Huck, do marketing Cultural da Folha. Sem esquecer a elegante anfitriã, Cristina Frias.

No Volume 1 da Coleção, que foi entregue a todos os presentes à saída, encontram-se:  o americano Gilbert Adrian, que se projetou como o mais notável figurinista das produções de Hollywood; a francesa Agnès B.; o tunisiano Azzedine Alaïa; a suíça Akris; o italiano Giorgio Armani; o colombiano Haider Ackermann. E os brasileiros Zuzu Angel, a mineira que revolucionou com a proposta da moda com identidade brasileira nos primórdios dos anos 60 e, nos anos 70, com sua coleção de protesto político; o grande nome da moda masculina, o paulistano Ricardo Almeida, chamado de “O alfaiate dos presidentes”; o pernambucano Walério Araújo, nº 1 das criações para o carnaval de São Paulo e moda espetáculo para celebridades.

Em breve, aguardem o Volume 2, com a letra B, em que, naturalmente, pontificará Balenciaga,

IMG_1203

A capa do Volume 1, agora em lançamento. Ele vem juntamente com um Glossário de Tecidos. Trata-se de uma edição original italiana, pela  ORE Cultura, de Milão, com Coordenação Editorial brasileira da Editora Página Viva. Editor-Chefe Carlos Tranjan. Consultoria de Vivian Whiteman.O projeto gráfico de Emanuele Zamponi e a diagramação de Diego Liotta são muito atraentes.

Hilde e SarkisConversando com Michel Sarkis, dono e presidente da Inbrands, que tem sob sua bandeira as marcas Ellus, Richards, Herchcovitch, VR, Salinas, Bobstore, Tommy Hilfiger e mais e mais… (Foto José Gayegos)

Zuzu caftan folha moda

No segundo andar, um caftan de linhão de Zuzu, com acabamentos de crochê rosa shocking e turquesa, original, 1966 (Foto José Gayegos)

hilde e ronaldo fraga 2

O caftan de Zuzu observa o trelelê da barbicha de Ronaldo Fraga com o palazzo pijama by Heckel Verri, usado pela Hilde

IMG_1189

Ivana Neves, mulher do estilista Ronaldo Fraga

IMG_1200Os compenetrados Hilde e José Gayegos, responsável pelo Acervo Dener Pamplona de Abreu, escutando a preleção da pesquisadora Vivian Whiteman sobre a importância da Coleção Folha Moda, democratizando a informação para quem ama moda e deseja se informar a respeito,

(Foto-reprodução caseira da coluna de Monica Bérgamo do site do UOL – olha o risquinho de reflexo no meio da foto! / Foto de Bruno Poletti Folhapress – E não deixem de ler a coluna da Monica na Folha de São Paulo de hoje, com a foto original do Bruno e com todos os formosos que estavam lá!)

3 ideias sobre “Na Terra da Garoa, mais garoenta do que nunca, e mais glamurosa do que sempre: a noite da Folha Moda!

  1. Que evento bacana! Gostei, sobretudo, da estampa de leopardo em sua tiara, combinando com a jaqueta do simpático, chique e talentoso José Gayegos. Tenho um carinho especial pelo Gayegos, pela forma como ele fala de moda na internet, ensinando a tanta gente que lê os textos dele, com comentários divertidos e cheios de muita sabedoria, além de sempre ser simpático com todos que, como eu, buscam aprender a cada dia através de cada palavra. Um abraço aos dois, do leitor Jamill.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *