Tiradentes, especial e única

Começa daqui a um mês, em 19 de agosto, o 14º Festival de Cultura e Gastronomia de Tiradentes, um dos principais eventos gastronômicos do país, desta vez trazendo os italianos chefs irmãos, Enrico e Roberto Cerea, do restaurante Da Vittorio, a 60 quilômetros de Milão, três estrelas no Michelin, e também o espanhol Paco Roncero, diretor do restaurante Terraza Del Casino, duas estrelas Michelin

Dos brasileiros, o chef Alex Atalla, do D.O.M., o José Barattino, do restaurante do Hotel Emiliano, e o chef do Mocotó, Rodrigo Oliveira, premiado dois anos seguidos pela Revista Gula…

Nesta edição, o festival de Tiradentes terá apresentações dos cantores Ed Motta e a paulistana Céu. Mas celestial de fato é a proposta do Festival de doar a renda dos jantares para a contratação do Plano Viário da Cidade, uau!…

Tiradentes está com tudo. Ela também irá contar com R$10 milhões do Governo de Minas Gerais, que vai concluir seu saneamento, enquanto o BNDES investe, já há alguns anos, em obras de restauração nos patrimônios históricos de Tiradentes, entre elas a Igreja Matriz de Santo Antônio e o Museu Padre Toledo

E eu, que há anos acompanho de perto a história desta cidade especial e única, o que me valeu até o título honroso de “cidadã honorária tiradentina”, sei de quão tem sido importante a realização de eventos de categoria, como o Festival de Gastronomia e Cultura, que atraem até Tiradentes um turismo altamente qualificado, de pessoas cultas, preparadas e sensíveis, conferindo um grande prestígio à cidade…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *