CASAL PEZÃO DEIXA SUA PEGADA FORTE NO RIO DE JANEIRO

Na Casa da Suíça, houve uma noite gastronômica como poucas. Era o coquetel-jantar que comemorava os 10 anos do Festival Rio Bom de Mesa, com uma celebração única da culinária do Pará, num evento beneficente promovido pela Associação dos Restaurantes da Boa Lembrança tendo, como patrona, Maria Lucia Cautiero Horta Jardim, a vice-primeira-dama do Estado do Rio de Janeiro.

Salão cheio, todas as mesas ocupadas, Consuelo Paes, primeira-mãe da Cidade do Rio de Janeiro, Glória e Luiz Severiano Ribeiro, Carol e Murta Ribeiro, Maninha e Leleco Barbosa, Kitty Monte Alto e Julio Lopes e vários outros secretários de Estado prestigiando a noite chancelada pela mulher do vice-governador Pezão. Afinal, Maria Lucia não é apenas a esposa-companheira-parceira dedicada do Luiz Fernando.

Economista como o marido, Maria Lucia é sua aliada de primeira hora na estrada política que ele vem percorrendo, desde a formação universitária, quando logo se elegeu vereador e, de lá pra cá, ocupou por duas vezes a prefeitura de Piraí, fazendo de sua gestão um tal exemplo que em seguida foi eleito vice-governador na chapa de Sérgio Cabral, em 2006.

Diz a lenda e diz também a rádio corredor do Palácio Guanabara e arredores que é o Pezão a locomotiva puxadora dos vagões mais pesados, no dia a dia desses seis anos e meio dos dois governos consecutivos.

Sem medo do serviço, por onde Pezão vai deixando suas pegadas fortes ficam as marcas de muitas realizações no Estado. São atribuídos a ele os PAC do Alemão, de Manguinhos, Pavão-Pavãozinho, Cantagalo, Rocinha, o Arco Metropolitano em construção e, agora, o Maracanã.

Sempre ao lado do Pezão, a boa presença de Maria Lucia, que não é mulher-acessório, sabe das coisas. Até há bem pouco, Maria Lúcia era a secretária municipal de Fazenda de Piraí. Cargo do qual se desligou, pois sabe que, nesta fase pré-campanha, sua presença é mais necessária aqui no Rio, junto ao marido. E assim estão desde cinco e meia da manhã, caminhando a dois na orla do Leblon.

Em seguida, ele sai para cumprir a agenda oficial e ela vai para a Cúria, desempenhar função burocrática na organização da Jornada Mundial da Juventude. Cargo desimportante, tirar cópia xerox, cuidar de correspondência, nada que dê status, ela quer apenas ajudar. Muitos dos que a veem ali, no Palácio São Joaquim, trabalhando, obedecendo ordens, carregando papel pra lá e pra cá, sequer sabem de sua importância.

Sem afetações, com a tranquilidade e a simplicidade de uma verdadeira dama, Maria Lucia foi ao microfone da Casa da Suíça, apresentou os chefs responsáveis pelo jantar delicioso, elogiou a culinária paraense, agradeceu as presenças todas, o apoio ao Instituto da Criança, beneficiado com a renda da noite (os ingressos e o leilão).

E todos se deleitaram com as delícias, do amuse bouche ao caldo de filhote ao doce de bacuri no encerramento. Com direito ao longo cortejo de chefs adentrando o salão ao final, sob ruidosos aplausos dos comensais bem alimentados, apesar das porções frugais.

Por falar em frugalidade, quem está em ótima forma é o próprio Pezão: 18 quilos mais magro e os dentes branco total, tonalidade horário eleitoral gratuito.

Jantar-IMG_2634-Julio Lopes Luiz Fernando Pezão e secretário de Agricultura e Pecuária Christino Áureo com o grupo de chefsSecretário dos Transportes Julio Lopes, vice-governador Luiz Fernando Pezão e o secretário de Agricultura e Pecuária, Christino Áureo da Silva, com o grupo de chefs

Jantar-IMG_2510-Hilde  Gustavo Tutuca e Maria Lucia JardimHilde, o secretário Gustavo Tutuca (Gustavo Reis Ferreira), da Ciência e Tecnologia do Estado, e Maria Lucia Jardim

Jantar-IMG_2582- Socorro Costa (presidente da Paratur) recebe Livro 60 anos do Maracanã de Maria Lucia JardimSocorro Costa, presidente da Paratur, recebe livro 60 Anos do Maracanã, de Maria Lucia Jardim

Jantar-IMG_2618-Maria Lucia Jardim e Luiz Fernando PezãoO casal Maria Lucia Jardim e Luiz Fernando Pezão

Jantar-IMG_2683-Luiz Fernando Pezão entre André Generoso  Diretor Regional Associação dos Restaurantes da Boa Lembrança Chef Angela Sicilia e Socorro Costa (presidente da Paratur)Luiz Fernando Pezão entre André Generoso,  diretor regional da Associação dos Restaurantes da Boa Lembrança, a chef Angela Sicilia e Socorro Costa (presidente da Paratur)

Fotos de Érica Ramalho

2 ideias sobre “CASAL PEZÃO DEIXA SUA PEGADA FORTE NO RIO DE JANEIRO

  1. Prezada Hilde,

    A propósito do livro sobre os sessenta anos do Maracanã, estádio tão badalado
    especialmente nos últimos tempos, faz-me pensar com tristeza a nunca reconhecida
    obra de Humberto Menescal, querido e saudoso marido de uma das primas de meu
    pai. Nunca Humberto Menescal foi homenageado, sequer lembrado, pela realização
    do templo do futebol mais marcante do Rio. Seria agora, talvez, uma ocasião
    oportuna para uma homenagem ao Engenheiro Humberto da Justa Menescal ?
    Muito atenciosamente, seu sempre fiel leitor José-Luiz G.de Montenegro-Magalhães

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *