Um giro pelas exposições de Moda e Indumentária ao redor do globo

Via Instituto Zuzu Angel

Final do ano chegando. Pra muita gente, é a época das tão aguardadas férias. Se você for viajar pra fora, não deixe de conferir algumas das exposições mais bacanas de Moda e Indumentária, em exibição nos principais museus do mundo. Se for curtir o recesso aqui no Brasil, este post também é dedicado a você, entusiasta e amante da Moda, afinal, com o avanço da tecnologia, muitas vezes, pra se viajar não é preciso sair de casa, basta ter curiosidade e um bom wi-fi. 😉

O Palais Galliera, Museu da Moda de Paris, exibe até fevereiro de 2017, a exposição “Anatomie d’une Collection”, em que revisita a Moda desde o século XVIII até os dias de hoje. Dentre as mais de 200 peças expostas, de anônimos e figuras renomadas, estão presentes toda a coleção de corsets do museu, peças de Maria Antonieta, trajes de uma enfermeira da Primeira Guerra Mundial, um colete de Napoleão Bonaparte, um tailleur de Audrey Hepburn e um vestido de Jackie Kennedy. O museu ainda exibe uma homenagem à estilista Sonia Rykiel, que nos deixou esse ano.

O Metropolitan Museum of Art, de Nova York, exibe “From the Imperial Theater: Chinese Opera Costumes of the 18th and 19th Centuries”, uma seleção de figurinos das óperas chinesas dos séculos XVIII e XIX. A mostra faz uma análise dos trajes luxuosos do ponto de vista artístico e técnico. Organizada em duas partes: a primeira foca nos figurinos usados em dramas, baseados em eventos históricos. A segunda, exibe figurinos de espetáculos que se baseiam em lendas e mitos.

Robe de seda da dinastia Qing, do século XIX

O museu também exibe a mostra “The Secret Life of Textiles: Animal Fibers”, que traz uma rica seleção de peças que demonstram a transformação das fibras animais ao longo da história: lãs, cabelos, sedas e peles, trabalhadas por diversas culturas ao redor do mundo, desde os primórdios até os dias de hoje.

Fragmentos de lã do Egito, datada entre os séculos VI e VIII.

 

O Seattle Art Museum exibe até janeiro, a exposição “Yves Saint Laurent:The Perfection of Style”, uma seleção de centenas de modelos de Alta-Costura, Prêt-à-Porter, acessórios, fotografias, desenhos e filmes que retratam a evolução do estilo de Saint Laurent ao longo de sua carreira. Desde as bonecas de papel, passando por sua estreia na maison Dior no fim dos anos 50, suas viagens imaginárias, o masculino x feminino… Os quarenta anos de carreira do mestre que revoluciou o guarda-roupa da mulher moderna.
O Victoria & Albert Museum, de Londres, apresenta até março “Undressed: A Brief History of Underwear”, uma retrospectiva da história da lingerie e do underwear, desde o século XVIII até os dias hoje.
O museu também traz a expo “You Say You Want a Revolution? Records and Rebels 1966-1970”, que explora o significado e o impacto da segunda metade dos anos 1960 na sociedade, expressados através da Música, da Moda, do Cinema, do Design e do ativismo político.

O Museu Salvatore Ferragamo, em Florença, exibe até abril a mostra “Tra Arte e Moda”, uma reflexão sobre as barreiras que unem e separam a Moda da Arte. Afinal, Moda é Arte? A expo analisa as formas de diálogo entre os dois universos: contaminação, sobreposição e colaboração.
Sobretudo de Elsa Schiaparelli em parceria com Jean Cocteau, inverno de 1937.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *