UM BELO ENCONTRO EM CABOURG: MARCEL PROUST E DUVIVIER

Via Alta Privacidade – (novo site de Hildegard Angel de acesso exclusivo com senha).

Quando tinha 10 anos, Marcel Proust fez, com sua avó, sua primeira viagem a Cabourg, para tratar uma asma violenta, surgida um ano antes, quando caminhava com o pai no Bois de Boulogne, em Paris. Depois daquela, vieram várias outras crises e várias outras visitas à estação de cura de Cabourg, que ele, em sua obra, chamou de Balbec.

749606d048288e2172872ca5a307d2a3

Aos 10 anos, Marcel Proust foi pela primeira vez ao Grand Hotel de Cabourg em busca de ar para seus frágeis pulmões com dificuldade para respirar…

img_20150306_0001

… depois se sucederam muitas outras visitas…

A menos de duas horas de Paris, Cabourg (abaixo) não perdeu na atualidade seu sabor proustiano, com suas praias de areia fina e a atmosfera Belle Époque.

2534302035_58367f42eb_b

Cabourg mantém hoje a ambiência Belle Époque, que inspirou o jovem Proust, desde os 10 anos

Comemorando o centenário do Prêmio Goncourt, o prefeito de Cabourg, Tristan Duval, anuncia para 2019 a inauguração do Museu Marcel Proust, com a realização de uma grande festa, que envolverá toda a cidade, ambientada como na Belle Époque, com moradores e convidados vestindo trajes de época. Entre eles, alguns brasileiros apaixonados pela obra do escritor, como Eleonora Duvivier, proustiana fervorosa, com um curso de iniciação em Proust em Boulder, Colorado.

Eleonora é co-autora do projeto que possibilitará, na ocasião, a inauguração em Cabourg de uma estátua de Proust, em tamanho natural, autoria do escultor carioca Edgar Duvivier, seu irmão,

Edgar repetirá o mesmo que fez para viabilizar a estátua de Clarice Lispector, no Rio de Janeiro. Ele explica: “Uma série limitada de maquetes será disponibilizada para a venda, para financiar a criação da estátua grande. O nome das pessoas que participarão do projeto, adquirindo uma maquete, constará numa placa, junto com o meu e o de Proust. Portanto, quem quiser participar e se juntar aos bons pode começar a encomendar sua cópia. Deixei duas estatuetas em exposição em Cabourg: uma no Grand Hotel, onde Proust se hospedava entre 1907 e 1914, e outra no Office du Tourisme”.

proust-3

proust-4

A pequena escultura de Proust deixada por Duvivier diante da fachada do Grand Hotel de Cabourg/Balbec, onde o escritor passava suas temporadas de cura, tratando-se da asma e se inspirando para seus livros

Já adquiriram suas maquetes, a própria Eleonora, Charles Swann, isto é, Edesio Fernandes, amigo de Edgar, outro aficionado de Proust, e o professor Bill Carter.  A maquete é de bronze, mede aproximadamente 40 centímetros e custa 800 euros ou R$ 3.500.

Façam fila, queridos, e peçam senha, pois quem, afina,l não vai querer ter em casa seu Proustzinho particular,  idêntico ao Proust do Grand Hotel de Cabourg? O luxo dos luxos. Coisa para gente Alta Privacidade.

proust-2

proust

proust-5

O escultor Edgar Duvivier e o prefeito de Cabourg, Tristan Duval, com a maquete da escultura de Marcel Proust, aqui vista também acima diante do “Office du Tourisme”, onde está colocada

6 ideias sobre “UM BELO ENCONTRO EM CABOURG: MARCEL PROUST E DUVIVIER

    • Ricardo, você pode localizar o Edgar Duvivier através do Facebook e manifestar seu interesse na maquete. Creio que assim será possível adquiri-la.
      Boa sorte
      Hildegard

  1. Hi Hilde, Edgar é carioca né, ou não, eu preciso comprar mais Proust, por sinal tenho aplicado com muita sorte na minha vida particular, só preciso reconstituir 1993 do Brasil. Abraço e não esqueça do reforço do Balzac.

  2. Hilde, férias iluminam a alma. Repõem energias e trazem recordações do tempo perdido. bjs.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *