Segredinhos ao borbulhar de um bom champagne

narcisa tam21 Segredinhos ao borbulhar de um bom champagne
Ainda Narciza…

O ponto alto das festas de Narciza é sempre ela mesma. Mas se há outra coisa a destacar é a comida, sempre deliciosa, sempre do chef Demar (a salada de lagosta e o soufflé de chocolate são obrigatórios), e a bebida, sempre farta. Mesmo sem beber, Narciza faz questão de brindar, e o champagne de ontem era o Veuve Clicquot

Quando tocaram as doze badaladas, quem chegou? O Boni! Com sua Lou de Oliveira, e dançaram muito. Na hora dos parabéns, bolo com champagne ao coro do “com quem será que a Narciza vai casar?”. E o Guilherme Fiúza quer, gente, viva!…

Maria Pia Marcondes Ferraz chegou tarde, vestida para matar, com um Dior preto bordado, e amanhã vai ao casório do irmão, Edouard de Waldner, estreando um modelo assinado por Guilherme Guimarães

O professor Ivo Pitanguy, acompanhado dos filhos Helcius e Gisela Pitanguy Chamma, muito feliz com a comemoração do Cinqüentenário da Escola Ivo Pitanguy, para o qual vários de seus ex-alunos estrangeiros chegam ao Rio, entre eles o espanhol Enrique Monereo, que encontrou na festa da Narciza. Monereo, que é uma personalidade em seu país, amigo do diretor de cinema Pedro Almodóvar e do ator Javier Bardem, fez sua pós na Escola do Ivo há 30 anos e hoje é um dos mais respeitados cirurgiões plásticos espanhóis. O encontro será no Hotel Pestana com uma série de eventos e palestras…

Quanta coisa se sabe no borbulhar de um bom Veuve Clicquot, hein, queridos? E viva a Narciza! E viva o Fiúza! E viva o “com quem será?”! …

NArciza tam3 Segredinhos ao borbulhar de um bom champagne

Fotos de Sebastião Marinho

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *