Prelúdio do abismo

Transcrevo aqui um texto de Fabiano e Silva Leitão, o Fabiano TromPTista, militante do trompete, sempre estrategicamente presente por perto das coberturas da Globo em Brasília, entoando seu “Lulalá”. Fabiano também liderou com seu instrumento, durante o tempo em que o ex-presidente esteve preso, vários “Lulaços”, em shopping centers, logradouros públicos, estações de Metrô. É um dos mais vistos e ouvidos ativistas do país, através da música. Agora, ele se manifesta também pela palavra escrita. Enviou-me 0 texto abaixo, mais do que oportuno, quando, estupefatos, vimos a mais alta autoridade da Cultura do país plagiar o nazista Goebbels para explicar o projeto cultural que estava lançando, e que, esperamos, não prospere na sua ausência já anunciada da pasta.

Prelúdio do Abismo

por Fabiano e Silva Leitão

Ontem, o país ficou assombrado com a fala NAZISTA do Secretário Especial de Cultura Roberto Alvim. Ficou impossível esconder para debaixo do tapete, a real face nazista do Governo Bolsonaro. Ninguém copia Goebbels por acaso e coloca Wagner ao fundo ( compositor predileto de Hitler ). Eles são adoradores do Nazismo. No ano passado, o próprio exército brasileiro homenageou um NAZISTA ( Major OTTO ) na nossa cara!
É importante dizer, que todas as táticas de comunicação do Bolsonaro, são inspiradas em Goebbels. Querem exemplos? Quando Bolsonaro, avisa para seus adoradores que vai chegar em tal cidade e tem uma multidão esperando por ele. O Hitler fazia a mesmíssima coisa. Isso foi ideia de Goebbels! Goebbels, construiu Hitler! O Führer ( em alemão, “O guia” ) e aqui, os seguidores de Bolsonaro o chamam de Mito. Usam indiscriminadamente DEUS, PÁTRIA E FAMÍLIA para construir narrativas moralistas. Bolsonaro, possui uma comunicação que fabrica fakenews em quantidades industriais, confeccionadas e distribuídas por sua milícia digital através do whatsaap. Mesma tática de Goebbels, que inclusive convenceu Hitler a distribuir gratuitamente, rádios para toda a população alemã. Goebbels, também controlava o cinema Alemão, e Bolsonaro ataca a ANCINE para moldar o cinema brasileiro ao seu modo.
Hoje, existem mais de 350 células Nazistas no Brasil. Eles estão por todos os lados, com suas milícias digitais e as milícias militares instaladas nos morros cariocas. E não podemos esquecer, de mais um detalhe que vai de encontro ao modelo Nazista. Hitler, também tinha a sua milícia. A Sturmabteilung, abreviado para SA (em alemão, “Destacamento Tempestade”). A SA, era uma tropa de pressão política. Matava, roubava, ameaçava todos os adversários políticos. Os bolsonaristas agem exatamente igual a SA de Hitler.
E por fim, o principal modelo do Nazismo, a desumanização do opositor. Assim como eles desumanizaram os Judeus na Alemanha, aqui no Brasil, o Bolsonarismo desumaniza os petistas para que em um futuro o extermínio não seja notado e nem sentido. E isso, é um processo de comunicação que convence o povo.
Eu me atrevo a dizer que Goebbels era pior que Hitler!
Goebbels, era o mais antissemita de todos os facínoras que cercavam Hitler. Inclusive, tinha um discurso poderoso que contagiava o núcleo do partido nazista para o radicalismo antissemita. Goebbels, juntamente com a sua esposa Magda, assassinou todos os seus seis filhos na noite em que ele próprio matou a sua esposa e a si mesmo. Esse é o monstro, que foi citado ontem por um lacaio de Bolsonaro. Esse é o monstro do Nazismo que precisa ser combatido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *