O FEITIÇO SE VOLTA CONTRA OS FEITICEIROS

Com palavras sensatas, leitor me pede que não coloque “mais lenha na fogueira”, prevendo consequências incontroláveis para esse clamor generalizado que se espalha pelo país em manifestações diárias.

Não acredito que eu ofereça grande riscos, pois a fogueira crepita independente de mim, que sou uma gotinha num marzão.

Até agora não sei onde esses jovens das ruas pretendem chegar e se têm alguma definição efetiva de suas pretensões, mas entendo que os jovens estão com uma vontade danada de viver as emoções das ruas, mesmo que não tenham causas claramente definidas.

O que é uma pena. Ir para as ruas por ir é um desperdício de energia boa, que poderia ser canalizada para grandes causas essenciais ao país, como a do petróleo, de que falei aqui. (vide: Jovens das ruas: quem sabe faz a hora, não espera o pior acontecer! http://www.hildegardangel.com.br/?p=23909)

Certamente, se a coisa chegou onde chegou foi por cegueira e incompetência generalizadas de:

1 – Aqueles que exercem o poder, leia-se políticos, judiciário etc., que fecharam os ouvidos para essa indignação crescente e latente do povo e continuaram exorbitando, não percebendo que uma corda, quando muito estica, um dia arrebenta.

2 – Um setor arrogante e manipulador da grande mídia – leia-se aí o chamado PIG -, que provocou, instigou e, este sim, colocou lenha na fogueira, com reportagens e afirmações não raro de revés falso ou equivocado, armando e tramando para fazer prevalecer suas conveniências e vontades, de modo irresponsável, sem deixar espaços para perspectivas positivas, criando um ambiente desestabilizador.

3 – Os partidos de esquerda, as lideranças estudantis e sindicatos distanciaram-se de seus sonhos, ideais, bandeiras, lutas, ficaram com o mesmo rosto envelhecido dos poderosos, do establishment, por isso não são mais modelo e liderança para a juventude brasileira. Os jovens estão soltos, sem direção, porque não têm referências. Jovens nas ruas, com muitas perguntas e sem terem quem as respondam..

E são justamente os porta-vozes dos órgão da imprensa desse PIG os atacados com agressividade pelos manifestantes, quando fazem a cobertura desses eventos nas ruas, ou nas frases, jargões e hinos, contra as organizações de mídia, entoados em coro. O feitiço se volta contra os feiticeiros.

Que a direita extrema e outros grupos políticos mal intencionados querem tirar proveito do movimento, isso querem, mas não vejo jeito de os jovens deixarem eles meterem a mão no seu quadrado. E rezo aos céus para que assim seja. Amém!

11 ideias sobre “O FEITIÇO SE VOLTA CONTRA OS FEITICEIROS

  1. Estou com medo de mais um golpe de Estado no Brasil. Que tristeza, o Brasil não merece passar por esse pesadelo novamente.

  2. Sei não Hilde… fiquei preocupado desde que comecei a ver “velhos fascistas” com seus “rostos novos” postando no Facebook do MPL coisas como:

    – pedidos de deposição de Dilma Rousseff.
    – textos dos A.I.s pós 1964 contra a corrupção.
    – defesas apaixonadas da pena de morte, redução da maioridade penal e até da entrega do Pré-Sal aos EUA.

    Fui lá trocar porrada virtual com os fascistas e tentar esclarecer algumas coisas aos garotos. Fiz isto nos últimos dias, mas ontem o MPL me bloqueou no Facebook. Os fascistas, contudo, continuam postando lá suas teses e o MPL parece não querer bloqueá-los.

  3. Muito bom. Agora é aprofundar as reformas sociais que beneficiam a maioria da população e radicalizar o governo popular. O PIG já não consegue convencer nem a extrema direita. As madalenas devem estar arrependidas se perguntando onde erraram.

  4. Uma outra coisa importante. A tarifa do ônibus, ao contrário do que alguns manifestantes acreditam, tem sim tudo a ver com a questão política e partidária, pois sabemos que uma parte do preço pago é revertido para os partidos (todos) e usada nas campanhas eleitorais. Então, não basta apenas reduzir a tarifa, é preciso modificar a forma dos partidos financiarem suas campanhas eleitorais.

  5. Três coisas que me diz este movimento pela redução das passagens:

    A primeira coisa e, mais óbvia, que o movimento diz é que ninguém mais quer pagar o preço das campanhas políticas embutido nas passagens.

    O outra coisa, mais importante, é que a população não vai tolerar a criminosa brutalidade policial.

    A terceira, um pouco perigosa, é o desprestígio dos partidos políticos e uma certa campanha contra a Política, como se tudo pudesse ser resolvido por tecnocratas (era isto que ocorria na Ditadura, cabendo aos descontentes aceitar, fugir para o exterior, apanhar, ser torturado e morrer nas mãos do Ustra e outros da mesma laia).

  6. Além de gostar do que escreve, adoro seu títulos e chamadas. Você tem um especial talento para nominar seus textos!
    #VAMOQUEVAMO.
    Você mais que ninguém tem motivos para colocar lenha nessa fogueira….
    Tá na HORA né???? Que ZUZU te ilumine , com aquela força e LUZ que sempre teve.E Stuart, tá lá em cima guiando tuas mãos, a cada palavra.
    bjsss amiga.
    Vera Vianna

  7. Com certeza o protesto não foi organizado pelos beneficiários do Bolsa Família nem pelos da Minha Casa, Minha Vida. Até minha sobrinha de 9 anos sabe entender a razão dos protestos. O povo, mais atento, informado e liderado pelos jovens, está cansado de viver na “ilha da fantasia” divulgado pelo PT. O Brasil real, do dia-a-dia, tem sido cruel com os brasileiros. A máquina estatal do governo está inchada de gastos desnecessários, que faltam em outros pontos estratégicos para o país. Os serviços públicos são péssimos e a corrupção ganhou uma face descarada e desavergonhada durante esse governo. Protestar é um direito democrático e as elites do país erram ao tentar desqualificar as manifestações. Nunca houve um projeto de país, mas somente de poder para o PT e é esse o ponto central dessa manifestação popular.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *