MORREU NATAN KIMELBLAT, LEVANDO COM ELE SEU IMPÉRIO DE SONHOS E PEDRAS PRECIOSAS

11h45m

Morreu esta madrugada, vítima de um problema pulmonar, o joalheiro e empresário Natan Kimelblat, aos 89 anos. O enterro será hoje, às três da tarde, no Cemitério Israelita, no Caju. Esta não foi a primeira internação de seu Natan, que já esteve internado há dois meses, com as mesmas complicações. Aliadas ao peso da idade, as complicações nos negócios, que levaram ao fechamento das portas da tradicional joalheria Natan, criada por ele e sua mulher, Aninha, contribuíram muito para o agravamento de seu estado de saúde.

Seu Natan, como era conhecido e chamado pelos seus clientes, era um apaixonado pela família e pelo seu negócio das joias, reconhecido pela qualidade e o refinamento de suas peças, pela limpidez das gemas usadas em seus colares, brincos, pulseiras, anéis, pelo trabalho requintado de ourivesaria, mantendo oficinas com ourives nas próprias lojas, praticando modelos únicos. Oficinas privadas que seriam praticamente inconcebíveis nos dias de hoje, em que as joias são industrializadas, adquiridas em feiras pelo mundo todo. Uma concorrência quantitativa, sem considerar a qualidade e o acabamento. A fast jewelry…

Descanse em paz, seu Natan, um realizador, que espalhou seu império de luxos, belezas e sonhos por todo o país, construiu até prédio, e viu depois esse reino ser demolido, pedrinha por pedrinha preciosa, devastado por um mundo novo em que não há mais espaço para o requinte, o luxo, o glamour de um Natan Kimelblat…

natanO ucraniano Natan Kimelblat chegou ao Brasil em 1946 e começou a construir seu reinado na joalheria. Na mesma época em que vieram outros e prosperam, como Jules Sauer, da Amsterdam Sauer, e Hans Stern, da H. Stern. Aqui, ele é beijado pelas filhas, Miriam Kimelblat e Jane Rose Klarnet. Com as joias preciosas a lhes correrem nas veias, elas permanecem na atividade da joalheria, individualmente. Com os meus pêsames sentidos às queridas amigas, à dona Aninha, agora viúva, e a toda a família

 

21 ideias sobre “MORREU NATAN KIMELBLAT, LEVANDO COM ELE SEU IMPÉRIO DE SONHOS E PEDRAS PRECIOSAS

  1. Soube hoje desta perda lastimável. Atuo no ramo joalheiro à 25 anos, e no inicio, por dez anos a NATAN foi minha universidade. Aprendi muito com este homem fantástico. Tenho òtimas lembranças…

  2. Meus sentimentos a esta nobre família pela perda irreparável, ficara em nossas lembranças sua generosidade, paciência e carisma ; me sinto honrado em ter participado do quadro de funcionários desse homem visionário. Que O Espírito Santo de Deus esteja nos consolando neste momento tão difícil.

  3. Uma grande perda para a joalheria do Brasil. Perdemos um grande joalheiro, de cuja oficina de joias eu fiz parte. Não era só um homem, era um pai para seus colaboradores.

  4. Agradeço a Deus ter trabalhado com esse grande homem.
    Que deus o proteja
    São os votos sincero da família. Jesus, Laercio e os filhos, Bruno e Filipe

  5. GRANDE,SR; NATAN.
    TRABALHEI COM ELE POR 29 ANOS, COM A ALEGRIA DE FAZER FUNDIÇÕES LINDAS E MARAVILHOSAS, COM A SUA SUPERVISÃO, SEMPRE COM A SUA CALMA, PACIÊNCIA E O PRAZER DE CRIAR UMA JOIA. PARA MIM, ELE SEMPRE FOI UM MIDAS, POIS, ONDE BOTAVA AS MÃOS, VIRAVA OURO.
    EU O CONSIDERO MEU SEGUNDO PAI, POIS NUNCA ME NEGOU NADA.

  6. Que noticia triste, trabalhei muitos anos em uma das suas lojas, sempre muito educado com todos seus funcionários…que descanse em Paz….

  7. SINTO MUITO PELA NOTICIA DE NATAN, UMA ADMIRACAO ENORME QUE TENHO PELAS LINDAS JOIAS. VALORES DE OURO SOMADO COM VALORES DE TALENTO. DEUS ESTARÁ COM ELE POR TODA VIDA.
    EU TAMBÉM SOU DESIGNER DE JOIAS, PRIMEIRO FIZ BIKINIS POR 25 ANOS, DEPOIS CASEI COM UM SUECO LINDO E TIVE 3 FILHOS E 3 NETOS. MOREI 20 ANOS NA SUÉCIA. HOJE ESCREVO UM PROJETO E UM LIVRO, QUE TENHO NA CABEÇA, HA 40 ANOS FAZER UM MUSEU, VAI SER SURPRESA. VOU TE LIGAR AMIGA. QUERO CONVIDA-LA PARA O PREFÁCIO DO LIVRO MUSEU MODA PRAIA. BJS ALDA

  8. Uma grande perda!
    Nasci em Ipanema e, ao longo de muitos anos, tivemos esta linda joalheria no nosso Bairro!
    Bom gosto aliado à qualidade de suas obras. Felizmente, tive a grande honra de ser presenteada, por meu marido, um lindo conjunto, o qual foi premiado em 1981, o MELHOR DESIGN daquele ano. Levarei comigo esta tão valiosa e tradicional Joia!
    À família, os meus pêsames.
    Regina, cliente e admiradora.

  9. Meus sentimentos a Dona Aninha, Sergio, Miriam, Jane Rose e aos netos Xande e Patrick.
    Que o Sr Natan descanse em
    Paz e que todas as fadas venham recebe-lo iluminadas com seus diamantes.
    Um carinhoso abraço a toda família

  10. Que pena, que o empresário e grande joalheiro carioca Natan Kimelblat faleceu! Seu Natan realmente marcou época no Rio de Janeiro com seu reconhecido glamour e categoria em fabricar lindas jóias e revender os relógios mais preciosos do mundo. O conheci muito na famosa loja da Visc de Pirajá prox à pça N. S. da Paz, onde era auxiliado por Aninha, sua muito especial mulher e a filha Jane Rose. Lá o cliente realmente mandava e eles faziam praticamente quase tudo para agradá-lo. Talvez reside ai na grande generosidade deles, que o império começou a balançar… O importante é que ele sua unida família deu muita alegria e satisfação há vários e importantes clientes em busca do seu objeto de desejo – que ele tinha para oferecer de sobra.
    À sempre unida e bonita família Kimelblat as sentidas condolências desse velho amigo e admirador goiano – da sempre inesquecível NATAN JÓIAS.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *