Mais Prêmio Atitude Carioca

Thomaz Naves fala que o mais legal do prêmio Atitude Carioca é o legado que ele deixa. “Escolhemos os cariocas que efetivamente fazem a diferença”. Carla Camurati recebe, à entrada do Municipal, o governador Sérgio Cabral e Adriana Ancelmo, de pretinho curto. Enquanto Sérgio Cabral entra, lá fora os bombeiros fazem manifestação com apitaço e faixas, por melhores condições de trabalho. Lenny Niemeyer, que concorre na categoria Moda, se diz bem tranquila. Também presentes, Kitty e Julio Lopes, André de Biase. Castrinho com a mulher, que disse já ter registrado o nome artístico do marido como seu sobrenome: “Se a Rosinha pode ser Garotinho, então eu posso ser Castrinho”. Patricia Amorim, candidata na categoria Esporte, revela que, desde que passou a presidir o Flamengo, sua tranquilidade acabou e estar hoje concorrendo é parte dessa intranquilidade. Está com grande expectativa e, para ela, foi uma grata surpresa a indicação…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *