Império: o que Adriana Birolli tem que Lilia Cabral não tem

imperio

Em linhas gerais, Império não incorre nos equívocos de escalação de elenco de Em família. Porém…

Acho Lilia Cabral muito envelhecida para fazer a mulher do Alexandre Nero. Tá certo, homens jovens casam com mulheres mais velhas. Porém, não neste caso em que, no início da novela, ambos tinham a mesma idade e quando, aliás, ela era uma jovem racée e, com o passar dos anos, perdeu todo aquele ar refinado, tornando-se na fase atual praticamente uma ex-garimpeira, que reboleia o xaxado pra fazer pirraça.

Fato é que a atriz Cabral, entre seus inúmeros predicados, apesar de vistosa, é talhada para os personagens rurais, mulheres simplórias do povo ou ricas emergentes, porém jamais para aquelas de grande sofisticação. Adriana Birolli é.

Então, o contraste entre elas, a Maria Marta jovem e a madura, causa um certo desconcerto ao espectador menos atento. Desconforto que, apesar da semelhança física entre as duas, ele não sabe explicar o motivo.

9 ideias sobre “Império: o que Adriana Birolli tem que Lilia Cabral não tem

  1. Porque voce não publicou o meu comentário??Tudo q disse, postei no meu FBOOK e tive só ” curtidas”???Bjão

    • Querida amiga, não entrou porque não vi. Ele se perdeu no meio de milhares de spams que assolam diariamente minha caixa e é uma dificuldade selecionar o joio do trigo!!!!! (ainda não descobri o jeito de me livrar deles). Me perdoe irmãzinha, seus comentários são sempre ótimos. Já está postado. Bjs

  2. Outro dia na costureira conheci a Adriana,super rouca,nada simpática,me decepcionei, até com seu físico e astral.. Já a Cabral,concordo combina, para papel de mulher rural,.

    • Verinha, não estou avaliando a Birolli na vida real. No vídeo, ela incorpora em grande estilo a sofisticação. Se na costureira ela a decepcionou, devemos aplaudi-la mais ainda por, ao encarnar um personagem, conseguir alcançar as expectativas, pois este é o objetivo de uma boa atriz.

  3. Hilde, sempre com a observação correta e elegante, sem desmerecer a grande atriz Lilia Cabral, mostrou que a escalação de elenco se baseou apenas na semelhança de porte físico e olhos claros, esqueceu que, pelo andar da história, o personagem merecia um toque de sofisticação a mais, como a Maitê Proença por exemplo.

  4. Também não entendi a mudança não só do caráter e da classe da personagem, como também do “amor e cumplicidade” dos 2, ter virado uma raiva, um desprezo,quase “nojo” do marido antes amoroso pela ex-companheira, amante e amiga do inicio da novela.Mas estou gostando muito e devo ser das poucas pessoas que adorou “Em Familia”,exatamente por não ter tido “baixarias”,traficantes,escravas sexuais,assassinos de bebês. bandidos se dando bem etc…

  5. Acho a Birolli uma atriz muito fraca, se acha muito melhor do que é. Se não fosse parecida com a Lilia, duvido que ficaria com o papel.

  6. Novela é novela, não em a menor responsabilidade com a realidade. O autor usa sua liberdade para fazer o que bem entender.

    Mas não precisava exagerar nas baixarias que transformam o drama num “soft porno “.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *