GIOVANNA ANTONELLI DESABAFA: ‘MEU IRMÃO NÃO PRECISA DE COUNTRY CLUB!’

Estava eu ali diante da big tela led de seis metros do Camarote Porcão/Rede Globo, comentando com o delegado da Polícia Federal, Marcelo Itagiba, a beleza que foi o desfile da Unidos da Tijuca e o gênio que o Paulo Barros é, quando vi se aproximar de mim, com os braços abertos, outra delegada. Pensei, meu Deus, será que dei algum mau passo? Um delegado de um lado outra do outro! Estou cercada!!

Mas aí percebi que a delegada era a delegada Helô da novela Salve Jorge, a minha querida – queridíssima, aliás – Giovanna Antonelli, que chegava com aquele seu jeito todo gracinha, toda risonha e amorosa, para me dar aquele seu abraço de saudade. Ufa, que alívio!

Delegado Itagiba, se sentindo colega, perguntou: “E como é que foi na Academia de Polícia?”. Ela foi contando que foi em Brasília, toda simpática, aí alguém indelicado, que nem estava no papo tão agradável, perguntou lá de fora de nosso grupiono (e em voz alta, coisa chata) :”E as bolas pretas do Country pro seu irmão?”. Ela ficou irritada (eu também ficaria). E respondeu ríspida (eu também responderia): “Eu já disse pro meu irmão. Não sei por que você foi querer entrar pra esse clube. Você tem sua própria piscina na Vieira Souto em seu apartamento de cobertura, pra quê esse clube?!”.

Achei a resposta da Giovanna perfeita, rápida e ferina. Uma esnobada bem feita e bem merecida.

Pra quem está por fora do assunto, o irmão de Giovanna, o advogado Leonardo Pietro Antonelli, entraria para o Country como dependente da mulher, Guilhermina Guinle, que foi a proponente a membro do clube vetada na última reunião do conselho.

Guilhermina e Leonardo não precisam se preocupar, pois estão em ótimas companhias. ao lado de muitas pessoas ilustres. que já receberam várias goleadas de bolas pretas no Country. Entre elas, um antigo Embaixador do Brasil em Washington e membro da Academia Brasileira de Letras, um grande diplomata e ilustre intelectual brasileiro, o saudoso Sérgio Corrêa da Costa

delegadosFotos de Verônica Pontes

8 ideias sobre “GIOVANNA ANTONELLI DESABAFA: ‘MEU IRMÃO NÃO PRECISA DE COUNTRY CLUB!’

  1. Parabens ao Dr. Leonardo, êle ficou maiór ainda, como o LULA, que chegou a Presidente do Brasil, tirando o Brasil da miséria. Só falta mandar a PETROBRAS pagar aos prejudicados pelo vazamento do óleo na Baía de Guanabara. Já falei com êle , e êle sabe que me deve isso. Um abraço ao dígno causídico. Antonio Carlos Coltro. Autorizo publicar.

  2. Imediatamente, o Paulo ordenou a aprovação do candidato e revogou a autoridade do Chigue. O nome do meu amigo éra Luiz Inácio da Silva. Hoje LULA. Sempre haverá um *chato de galocha*, egocêntrico, para nos fazer maiór ainda.

  3. Esta passagem me fez lembrar de um fato inédito, também. Esta eu contador da Villares, no ano de 1965, lotado na filial de Santos, S/P. , quando ví uma ficha de inscrição de pedido de emprêgo, na Matriz, de um camarada amigo de bater bola na Priaia do Gonzaga, em Santos, S/P. Este amigo, juntamente com Mario Morel e outros, tambem de Santos, tinha na época 18 anos. Havia perdido um dedo minguinho, mas éra ótimo torneiro mecânico de Roldanas. Fazia um parafuso de rosca invertida, melhor que o mestre da Mecânica. Olhando a ficha de inscrição, com detalhes, ví que o Chigue, um *chato de Galocha*, havia vetado a aprovação dêle. Peguei a ficha e fui falar com o Paulo Villares.

  4. Esta passagem me fez lembrar de um fato inédito, também. Estava eu contador da Villares, no ano de 1965, lotado na filial de Santos, S/P. , quando ví uma ficha de inscrição de pedido de emprêgo, na Matriz, de um camarada amigo de bater bola na Praia do Gonzaga, Santos. Este amigo, juntamente com Mário Morel e outros, também de Santos, tinha na época 18 anos. Havia perdido um dedo minguinho, mas era ótimo torneiro de roldanas. Fazia um parafuso com rosca invertida, melhor que o mestre da Mecânica. Olhando a ficha de inscrição, com detalhes, ví que o Chigue, um chato de galócha, havia vetado a aprovação dêle. Peguei a ficha e fui falar com o Paulo Villares. Imediatamente, o Paulo ordenou a aprovação do candidato e revogou a autoridade do Chigue. O nome do meu amigo era : LUIZ INÁCIO DA SILVA, Hoje LULA, Sempre haverá um *chato* de galocha, egocêntrico, para nos fazer maiór ainda. Parabens ao Dr. Leonardo. êle ficou maiór ainda, como o LULA, que chegou a Presidente do Brasil, tirando o Brasil da miséria. Só falta mandar a PETROBRAS pagar aos prejudicados pelo vazamento do óleo na Baía de Guanabara. Já falei com êle, e êle sabe que me deve isso. Um abraço ao dígno causídico. Antonio Carlos Coltro. Autorizo publicar.

  5. Muito engraçado esse Country, veta a entrada de uma pessoa de bem, advogado, honesto, enquanto liberam a de pessoas super estranhas à sociedade… um tanto sem postura.

  6. A Giovanna está deslumbrante, quanto às bolas pretas é bobagem, pois se o rapaz tem um belo ap. com uma vista linda e uma piscina, pra quê ser sócio do Country? Não precisa!

  7. É aquela velha sabedoria que por aqui nas nossas Minas Gerais me falavam desde sempre… Cuidado, pense antes de falar… pois – QUEM FALA O QUE QUER… OUVE O QUE NÃO ESTÁ AFIM -… Pois é…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *