FRANGO XADREZ À HILDEGARD ANGEL…. HUMMMMMMMM!!!

A primeira receita do ano da Beth Winston é a do Frango Xadrez. E é também uma lição de vida…

Vocês hão de estar lembrados da fábula clássica da literatura infantil universal da Galinha Ruiva, mas nós, aqui no Brasil, onde, em se tratando de penugem de ascendência europeia, o máximo que temos é o  Louro José, mudamos o nome do conto para a Galinha Xadrez

Então, a Galinha, que era a Ruiva, passou a ser a Galinha Xadrez, aquela que convocou os amiguinhos para ajudá-la a fazer o pão…

Ouvi a história de minha mãe, que a escutou de minha avó, que deve tê-la aprendido da minha bisavó….

No meu tempo, o conto, que ainda era da Galinha Ruiva, era assim tal e qual eu repito agoro aqui, já com seu título brasileiro de Galinha Xadrez. Trata-se de uma lição sobre a prática da solidariedade entre amigos:

A Galinha Xadrez

A Galinha Xadrez foi ciscar no terreiro e encontrou um grão de trigo. Ficou toda contente e correu pra perguntar aos amigos:

– Quem me ajuda a plantar este trigo?

– Eu não, disse o galo.
– Eu não, disse o cachorro.
– Eu não, disse o gatinho.
E assim foi com o peru, o bode e o porquinho. Ninguém queria ajudá-la.

A Galinha Xadrez, nem te ligo: – Então eu planto sozinha, ora essa!  Co-co-ri-có!

E assim ela fez.

Logo o trigo cresceu e ficou maduro.

– Quem me ajuda a colher o trigo?  Perguntou a galinha aos seus amigos.

– Eu não, disse o galo.
– Eu não, disse o cachorro.
– Eu não, disse o gatinho.
E assim foi com o peru, o bode e o porquinho. Ninguém queria ajudá-la.

A Galinha Xadrez, nem te ligo: – Então eu colho sozinha, ora essa! Co-co-ri-có!

E assim ela fez.

– Quem me ajuda a debulhar o trigo?

– Eu não, disse o galo.
– Eu não, disse o cachorro.
– Eu não, disse o gatinho.
E assim foi com o peru, o bode e o porquinho. Ninguém queria ajudá-la.

A Galinha Xadrez, nem te ligo: – Então eu debulho sozinha, ora essa! Co-co-ri-có!

E assim ela fez.

– Quem me ajuda a levar o trigo ao moinho?
– Eu não, disse o galo.
– Eu não, disse o cachorro.
– Eu não, disse o gatinho.
E assim foi com o peru, o bode e o porquinho. Ninguém queria ajudá-la.

A Galinha Xadrez, nem te ligo: – Então eu levo sozinha, ora essa! Co-co-ri-có!

E assim ela fez.

Quando, mais tarde, voltou com a farinha, perguntou:
– Quem me ajuda a assar essa farinha?

– Eu não, disse o galo.
– Eu não, disse o cachorro.
– Eu não, disse o gatinho.
E assim foi com o peru, o bode e o porquinho. Ninguém queria ajudá-la.

– Então eu  asso sozinha, ora essa!  Co-co-ri-có!

E assim ela fez.

A Galinha Xadrez assou a farinha e com ela cozinhou um lindo pão, tão cheiroso que todos vieram correndo, atraídos pelo seu aroma, o galo, o cachorro, o gatinho, o peru, o bode e o porquinho.

– Quem quer comer esse pão?  ela perguntou.
– Eu quero! – disse o galo.
– Eu quero! – disse o cachorro.
– Eu quero! – disse o gatinho
E assim foi com o peru, o bode e o porquinho.

– Nãnãnãnãnão! Sou eu quem vai comer esse pão e bem sozinha, assim como eu plantei o grão do trigo, colhi, debulhei, levei pro moinho e assei o pao e ninguém quis me ajudar. Vou comer também sozinha e vocês podem ficar olhando! – disse e completou com um baita “Co-co-ri-có!”…

………………………………………………………………………………………………………………..

Vamos considerar então o Frango Xadrez um filhote privilegiado da sábia Galinha Xadrez. E como eu tenho um fraco especial pelo xadrez e pelas boas amizades (Beth Winston é uma), tratei de baitizá-lo com meu próprio nome: Frango Xadrez à Hildegard Angel, com as bênçãos da autora da receita, a nossa chef chic, naturalmente…

Para vocês verem que eu digo a verdade quando falo de minha paixão pelo xadrez, fotografei e mostro aqui o teto xadrez de meu escritório – xadrez Burberry, claro –  assim como as portas dos armários com meus arquivos….

teto hildeO teto xadrex Burberry de meu escritório

teto hilde 3O teto e as portas xadrez dos armários de meu escritório Burberry, uau! As portas são no tom cremezinho do fundo da estampa, mas a luz do ambiente saturou tudo e não deixa mostrar…

Aí vai, pois, o

 

FRANGO XADREZ À HILDEGARD ANGEL

(Filho da Galinha Xadrez)

 2 (dois) peitos de frango

04 (quatro) sobrecoxas

3(três) ovos  batidos para fritar o frango

óleo para fritar

azeite a gosto

4 (quatro) colheres de sopa de Sakura (tampa amarela)

2(duas) colheres de manteiga

1/2 (meio) pimentão verde, vermelho e amarelo cortados em cubos

2 (duas) cenouras cortadas em cubos (fazer choque térmico)

1 (uma) xícara de cebolinha (parte branca)

1(xícara) de amendoim

1(uma) colher raza de açúcar branco

1(uma) xícara de salsinha

Gengibre ralado

 frango xadrezfrango xadrez 2

4 ideias sobre “FRANGO XADREZ À HILDEGARD ANGEL…. HUMMMMMMMM!!!

  1. Adorei a sugestão desse frango, primeiro porque da vontade de comer com os olhos e segundo porque vai ser ótima para minha dieta!!! Super gostei!!

  2. Fiquei com água na boca e descobri que vc além de ser uma excelente jornalista, é também uma ótima “chef”. Vou tentar fazer o frango xadrez .

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *