Erundina fala em apoio a Dilma e aconselha: “É preciso ter lado na vida”.

A ex-prefeita de São Paulo Luiza Erundina, deputada federal e 3ª suplente da Mesa Diretora da Câmara pelo PSB de São Paulo, manifestou-se hoje, no site congressoemfoco, expondo suas preocupações à presidenta Dilma, como também seu aconselhamento: “É preciso ter lado na vida e na política”. Erundina sugere à Dilma aderir clara e prontamente ao partido da maioria: “o povo sofrido que a elegeu e que espera que suas conquistas sejam preservadas e seus direitos assegurados”.

 

Abaixo, destaquei alguns parágrafos e trechos do texto de Luiza Erundina, que pode ser lido (e deve) na íntegra em http://congressoemfoco.uol.com.br/

” (…) Quase dois anos já se foram e quase nada se efetivou das medidas anunciadas (NR: por ocasião das jornadas de junho de 2013) e promessas feitas pelos representantes dos dois Poderes, inclusive durante a campanha eleitoral de 2014″.

‘Se esperavam que tudo voltaria ao normal e as ruas ficariam vazias outra vez, se enganaram. As manifestações de 15 de março foram mais fortes e com maior furor, expresso nos gritos de “Fora Dilma” e na agressividade das palavras de ordem (…)  as manifestações foram, realmente, impressionantes e não devem ser subestimadas”.

“(..) O segundo governo Dilma se inicia em meio a dificuldades incomuns na inauguração de um mandato presidencial, e seria um erro lamentável creditá-las, exclusivamente, ao reacionarismo de amplos segmentos da sociedade brasileira, tendo a elite à sua frente.

Isolados, a presidente e seu partido distanciaram-se do contato com o povo e adotaram a tese conservadora e equivocada de que é preciso deter o crescimento econômico, num momento em que o país não cresce. Além disso, impuseram arrocho e sacrifício aos assalariados, mantendo intocados os privilégios dos rentistas”.

“(…) O cenário se completa com um ministério inexpressivo, integrado por remanescentes de velhas oligarquias e prepostos do capital financeiro, sob a justificativa de uma pretensa governabilidade, e com a deplorável formação de um cartel político-empresarial no seio da maior empresa do país e uma das maiores do mundo no setor de petróleo”.

“(…) Parte da oposição conservadora se mantém mobilizada como se estivesse no “terceiro turno” das eleições. Há até quem ouse pensar em golpe (…) Senhora presidente Dilma, é preciso agir imediatamente e aderir clara e prontamente ao partido da maioria, que são os trabalhadores e trabalhadoras, os aposentados, as donas de casa…, enfim, o povo sofrido que a elegeu e que espera que suas conquistas sejam preservadas e seus direitos assegurados.

É preciso ter lado na vida e na política. E o seu, presidente, é o mesmo que a senhora escolheu, quando, ainda muito jovem, se juntou a tantos outros brasileiros e brasileiras para lutar, brava e generosamente, contra a ditadura civil-militar e pelas liberdades democráticas no Brasil. Conte conosco, presidente Dilma (…)!”.

 

 

11 ideias sobre “Erundina fala em apoio a Dilma e aconselha: “É preciso ter lado na vida”.

  1. Reparo, em alguns comentários daqueles que gritam contra a corrupção, que pretendem gritar mais alto para que não sejam atingidos pela limpeza que está acontecendo.

    São aqueles que querem ganhar no grito e ponto final…

    Recomendo que se preparem porque a Receita Federal e o DPF irão, aos poucos, atrás de todos os sonegadores.

  2. Toda vez que entro no blog da Hilde, noto que alguns papagaios voam.
    Eles devem voar envergonhados de tanta roubalheira no Brasil envolvendo petistas de proa. Tenho medo de outra ditadura porque a de 64 foi motivada por comunistas encastelados no poder. Eles envolveram o presidente João Goulart, que acabou merecidamente derrubado.
    O regime de exceção durou 21 anos. Houve progressos no campo material, mas retrocesso no setor intelectual. Agora, há 12 anos governado – sabe-se lá como – pelo PT há apenas atrasos e roubalheira no Brasil. De norte a sul.
    Até quando?

  3. Erundina, a ressentida!
    Por que não se comportou como Roberto Amaral?
    Erundina passou o tempo todo fazendo de conta que não tinha nada a ver com a candidatura de Marina, bancada pelo “econeoliberalismo” e agora vem dar conselhos! Que vá para o Inferno junto com o Cristóvão mais a Marta Suplicy.

  4. As Capitanias Hereditarias nunca tiveram fim….vai perguntar a um jovem de hoje se,sabem o q foram.bjs

  5. Me engana que gosto…deveria ser tema obrigatorio dos corruptos dos partidos aliados a esta vergonha internacional,como e o caso da Petrobras. Clare q havia antes,porem o Delphin era conhecido como Monsieur dix percent. Agora o descaramento e a roubalheira???Nestes ultimos 12 anos???lolololol Os miseraveis passando a pobres. Nordeste a vergonha eterna pois nunca QUALQUER DESGOVERNO brazuca interessou-se pelo programa israelense de irrigacao. E mais facil manter-se um povo estupido,que,educa-lo. Tal e qual como antes.Os BILHOES DE DOLARES ROUBADOS….pensa como seriam aplicados em EDUCACAO,SEGURANCA E SAUDE PUBLICA.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *