EMILIO KALIL TRAZ A OSESP À CIDADE DAS ARTES

Emilio Kalil é um homem de cultura e um homem de valor. Homem sem medo de desafios. Assumiu o Teatro Municipal do Rio de Janeiro e quando deixou o cargo foi sob elogios. O mesmo quando foi secretário de Cultura. No Rio e em São Paulo. Agora, contudo, enfrenta o mais provocante dos encargos: a Cidade das Artes, ex-Cidade da Música. Que pode resultar num fabuloso acerto cultural que o Rio há de agradecer para sempre ou num problemão forever.

Um belo equipamento arquitetônico, espaços muito bem concebidos plasticamente por um notável arquiteto, o francês Christian de Portzamparc, mas acumulando uma pilha alta de escolhas políticas equivocadas de origem.

Uma delas: uma cidade de música erguida em área de circulação (alta circulação) de veículos (pesados inclusive), de grande trepidação, exigindo para viabilizar as salas de concerto uma técnica de acústica nova e sofisticadíssima, incidindo com grande impacto no custo da obra. E por aí foram os desacertos sucessivos…

A Cidade da Música virou um elefante branco, tornou-se Cidade das Artes, e Kalil, por seu histórico de competência, foi eleito o Salvador da Pátria, com a missão de definir a identidade do local, criar mecanismos que garantam sua manutenção e subsistência, atrair apoios, patrocínios, recursos, aliados, nesta missão de contemplar a cidade do Rio de Janeiro com um organismo cultural ao nível de sua história e importância, no mesmo compasso da contemporaneidade.

Kalil está agindo e, entre os aliados que já conquistou, estão o professor Carlos Alberto Serpa, o colecionador Gilberto Chateaubriand e a designer de joias e paisagismo Cookie Richers, que tem se mobilizado com grande entusiasmo pela causa da Cidade Das Artes, onde, no sábado, houve a apresentação da OSESP, Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo, no excelente Teatro de Câmara.

Petrobras-DSC_3569   Maria Silvia Bastos e Emilío KalilMaria Silvia Bastos e Emilio Kalil

Petrobras-DSC_3649  A regente  Marin Alsop e Gilberto ChateaubriandA regente Marin Alsop e Gilberto Chateaubriand

Petrobras-DSC_3654   Paula e  Jaques MorelenbaumPaula e Jaques Morelenbaum

Petrobras-DSC_3606  Maria Helena Araújo e Luca  LoureiroMaria Helena Araújo e Luca Loureiro

Petrobras-DSC_3626   Emilío Kalil  Kiki Almeida Braga e Gilberto ChateaubriandEmilio Kalil, Kiki Almeida Braga e Gilberto Chateaubriand

Petrobras-DSC_3617   Andrea Ernest e Julio GuerraAndrea Ernest e Julio Guerra

Petrobras-DSC_3610    Flavia e David TygelFlavia e David Tygel

Petrobras-DSC_3593  l   - OSESP NO RIOA OSESP

No sábado, 31, às 20 horas, e domingo, dia primeiro, às 11 horas, será a vez de a Orquestra Petrobras Sinfônica, a OPES, apresentar-se na Cidade das Artes. Um excelente programa para este próximo fim de semana. Criada pelo maestro Armando Prazeres e uma das mais conceituadas do país, a Orquestra Petrobras Sinfônica reúne mais de 80 instrumentistas e se destaca entre os maiores conjuntos musicais da América Latina…

Amanhã, às quatro da tarde, haverá ensaio da orquestra com entrada gratuita, na Fundição Progresso, na Lapa. Como sempre acontece com os ensaios abertos, este será seguido do Conversa ao Pé do Palco, quando o público é convidado a conhecer os músicos e seus instrumentos em clima de descontração.

Fotos de Cristina Granato

Uma ideia sobre “EMILIO KALIL TRAZ A OSESP À CIDADE DAS ARTES

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *