Embaixador do Canadá escolhe o Rio de Janeiro para celebrar a data festiva de seu país no momento da despedida

IMG_1136

O presidente do Clube de Roma, seção Brasil, professor Heitor Gurgulino, e o embaixador do Canadá que se despede no fim da semana, Jamal Khokhar

Para o embaixador do Canadá, Jamal Khokhar, após seis anos no posto, foi sua última comemoração da Data Nacional canadense vivendo aqui no Brasil. E ele escolheu o Rio de Janeiro para passar este 1º de Julho festivo, o que fez questão de enfatizar em seu speech, como sempre descontraído, amigo, informal, como acontece quando se trata de um evento na sede do Consulado Geral do Canadá, no Rio de Janeiro, onde todos se sentem como se realmente fossem da casa. Sentem-se entre amigos.

Esta emulação franca e boa deve-se não só à simpatia da equipe que nos recebe, mas principalmente ao cônsul-geral Sanjeev Chowdury, há quase quatro anos na cidade e, nesse pouco tempo, criou vínculos sólidos de amizade, para a vida inteira, com os funcionários que lidera e os cariocas que tiveram a alegria de encontrá-lo nos tantos acontecimentos para que é convidado.

Diplomata de carreira, o embaixador Khokhar parte de Brasília no próximo fim de semana, para assumir um grande e prestigioso desafio: ser o novo presidente do Instituto das Américas, em La Jolla, na Califórnia. Brincando, ele disse que gostaria de no futuro voltar ao Rio de Janeiro… “para substituir Sanjeev, neste escritório maravilhoso na Praia de Copacabana, com vista para o mar”. Todos riram, naturalmente.

Depois, falou o cônsul Chowdury, anunciando que não faria discurso. Convidou todos os funcionários a virem à frente, apresentou-os, falou sobre cada um com carinho e simpatia, como é usual, e por fim apresentou o time de futebol canadense  F7 – da Canada Soccer Federation – que veio disputar a Copa das Américas no último fim de semana e deixará entre nós um de seus atletas, Andrew Sydoruk, rabo de cavalo louro, que o Fluminense contratou.

Esperamos que jogue tão bem quanto é bonito. 😉

Murilo Veiga, o mestre de cerimônias, chamou a canadense radicada no Brasil, Vanessa Rodrigues, professora do projeto Escola de Música da Rocinha, onde dirige uma Orquestra de Câmara há quase três anos. Fomos brindados com uma das Quatro Estações de Vivaldi (o Outono) e o chorinho Tico Tico, de Zequinha de Abreu.

Breves palavras finais da professora, do cônsul, do embaixador. Tudo descontraído, agradável, numa boa.

O mestre de cerimônias Murilo Veiga convidou o chef canadense Quentin Glabus a nos antecipar as gostosuras que serviria em seguida. E passamos mais um tempo juntos naquele 1º  de Julho do bravo Canadá, país que soube se impor, silenciosa e discretamente, ao longo dos séculos, com seu imenso território multicultural, notável poder econômico, prestígio internacional, mantendo a sua forte identidade, em excelente convívio diplomático com seu vizinho, o poderoso Tio Sam, o que havemos de convir é tarefa só para profissionais.

E God Save The Queen!

IMG_1070

Ely Couto, vice-presidente da Câmara de Comércio Brasil Canadá

IMG_1125

O cônsul Sanjeev é presenteado com a camisa do time de futebol canadense e examina a possibilidade de vesti-la… ao lado do jogador Andrew Sydoruk (o louro), que ficará no Rio de Janeiro, pois foi contratado pelo Fluminense

IMG_1127

O Cõnsul-Geral do Canadá, Sanjeev Chowdury, tira o paletó para vestir a camisa do time da Canada Soccer Federation, que chegou ao coquetel da Data Nacional do Canadá todo uniformizado

IMG_1128

Colocando o uniforme… ao lado do técnico do time e do jogador de futebol Andrew Sydoruk

IMG_1132

O cônsul Sanjeev já totalmente integrado à equipe da Canada Soccer Federation!

IMG_1089

O colunista Franklyn Toscano indeciso sobre que uniforme pedir emprestado: esse ou aquele?

IMG_1071

Alex Jianwei Ma, vice-cônsul da República Popular da China, e a cônsul-geral interina, Li Yanjun

IMG_1085

O atleta do time canadense que veio para jogar na Copa das Américas

IMG_1138

Diana Macedo Soares, a professora canadense Cathy Grebenc e Sérgio Chamone

IMG_1082

O cônsul-geral da Bélgica Bernard Quintin

IMG_1090

A representante de Relações Internacionais da Firjan,  Aline Lazarin Muller

IMG_1099

O embaixador Jamal Khokhar, o cônsul Sanjeev Chowdury e a musicista canadense Vanessa Rodrigues, que há três anos dá aulas no projeto da Escola de Música da Rocinha

IMG_1104

IMG_1097

A Orquestra de Câmara da Escola de Música da Rocinha:  Gabriel de Oliveira, Isabela, Anderson Vieira e Camila Batista

IMG_1093

Murilo Veiga, funcionário do Consulado do Canadá, fez as vezes de mestre de cerimônia da solenidade

IMG_1107O embaixador Khokhar entregou um cheque do Bank of Canada em retribuição aos jovens músicos por sua apresentação

IMG_1135

O  chef canadense Quentin Glabus nos brindou com as delícias gastronômicas, especialmente os doces (com bandeirinhas do Canadá espetadas), sua grande especialidade

3 ideias sobre “Embaixador do Canadá escolhe o Rio de Janeiro para celebrar a data festiva de seu país no momento da despedida

  1. Hilde, é um povo e uma nação que não sei porquê me dá uma impressão de superioridade muito grande sobre todo o Novo Mundo. Viva o Canadá, viva os Canadenses.

  2. Conheço o pessoal da Embaixada do Canada desde 1960, quando a legação se situava na Av. Presidente Wilson,165, Castelo, Rio de Janeiro. Eis que eu trabalhava na Embaixada dos Estados Unidos, hoje consulado Geral, situada no prédio 147 ao lado do prédio dos canadenses.Hoje tive o prazer de ver o Murilo com quem trabalhei por mais de 10 anos no Consulado Americano. Parabens ao povo canadense pela comemoração da sua data.

  3. Salve salve….OH CANADA!!!!!!
    Sou suspeita por toda minha familia serem “Canucks” e, como eu, adoram este pais magico e civilizado.
    Nao e a toa que lhe chamam de Europa da North America.Quanta diferenca dos red necks “Merikuns”.Abcos, Hilde.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *