Em cartaz na moda de Bianca Gibbon, “De volta para o passado”: poncho de crochê, chapéu de feltro desabado, blusa cigana

Bianca Gibbon é descomplicada. Ela traça seu caminho na moda com objetividade e alça seus voos de acordo com as asas. A partir de uma loja de moda infantil com criações próprias, percebendo o potencial da clientela das mães, ousou seu passo seguinte, com endereço na mesma Ipanema, no 2000, ampliando o foco de sua marca para moda feminina. Sucesso!

Segue com determinação e cautela, contando com o apoio de uma, vamos chamar assim, “equipe de madrinhas”. Elas são a sua mãe e sócia, Teresa Gibbon, profunda conhecedora dos meandros da moda e da costura, pois já teve confecção própria; a cliente de sua moda infantil, Georgia Worttmann, que acabou se tornando grande amiga e modelo “talismã” de seus lançamentos e catálogos de moda, além de um grupo de “madrinhas” jornalistas e blogueiras (os) de moda, que invariavelmente a prestigiam.

Difícil não incentivar Bianca, para quem acompanha seu esforço legítimo e continuado e seu crescimento no mercado.

A coleção Gitana, que ela apresentou à imprensa e compradores durante almoço na Bottega del Vino, da rua Dias Ferreira, aberta especialmente para seus convidados naquele horário, é uma síntese bem pensada das tendências que a carioca vai vestir em nosso outono inverno sem frio – ou com muito pouco dele.

Camurças, tricôs, jeans, num astral folk bucólico rural glamouroso.

Saias longas, estampas exclusivas, que nos inspiram gitanas, indianas, hippies-chics, em volta de fogueiras, rodopiando ao som de violas, calçando botas até os joelhos em camurças delicadas, cintos largos nos quadris, joias étnicas de prata.

Um quê de western, um muito de coletes cardigan, curtos ou longos, de crochê, saias com babados, e aquelas blusas aciganadas, sensuais, ombros à mostra e mangas que escorregam até as mãos, terminando em babado.

Marcando a volta do poncho tricotado, com ponto bem aberto, usado sobre o vestido inteiro longão estampado. Ou então o vestido preto curtinho de crochê (anos 70 total), abrindo em babados godê. E muitas botas acamurçadas.

A Gitana é facílima de vestir. É graciosa, up to date e não tem erro. No rala-rala do cotidiano ou no far niente do lazer, ela é para todos os momentos dos meses acinzentados que vêm chegando.

Biana Gibbon prossegue sua caminhada na moda a passos firmes. Agora, usando botas de camurça e chapéu de feltro com abas desabadas, de sua Gitana Collection… 

gibbon Bainca Gibbon e Hildegard Angel

Bianca Gibbon, vestindo a estampa exclusiva de sua coleção Gitana, e eu

gibbon Jackie Sperandio, Sylvinha de Castro e Lucia Quintaes

Formadoras de opinião na moda: Jackie Sperandio, Sylvia de Castro e Ana Lucia Quintaes (ela veste os jornais da Rede Globo)

gibbon Patricia Veiga, Rogerio S. e Zizi Ribeiro

Patricia Veiga (há três anos vestindo o jornalismo da Rede Globo) , Rogerio S e Zizi Ribeiro

gibbonAndrea Rudge

Andréa Coser Rudge, a primeira a ter um exemplar da coleção Gitana outono-inverno, de Bianca Gibbon, exibe aqui os vestidos longos nas araras, com as estampas todas exclusivas

gibbon Christina Hellesjo

Christina Hellesjo

gibbon Nicola Giorgio e Dionísio Chaves

Os sócios Nicola Giorgio e Dionísio Chaves, donos da Bottega del Vino, abriram a casa à hora do almoço especialmente para a moda de Bianca Gibbon. Mas o projeto é abrir sempre. Comemos como deuses, hanhamnham…

A Bottega tem a marca do bom gosto e da qualidade de todas as casas que trazem a chancela da dupla ou apenas do Nicola, como o Uniko, no Centro da cidade (no prédio da antiga SulAmérica), e o Duo, na Barra da Tijuca, para dar somente dois exemplos magníficos.

gibbon Wagner Fernandes, Patricia Furtado e Felipe Dornelles

Wagner Fernandes, que assina o projeto visual da campanha Gitana, a modelo Patricia Furtado, vestindo o look Gitana, e Felipe Dornelles, o stylist

gibbon Georgia Wortmann, Patricia Furtado e Hildegard Angel

As modelos Georgia Wortmann, a Grace Kelly de nossas passarelas, e Patricia Furtado e a jornalista

gibbon O casal Bianca Gibbon e Rogério Oliveira

Bianca e Rogerio Oliveira

gibbon Teresa Gibbon e Andrea Rudge

Teresa Gibbon, com o look Gitana, e Andréa Rudge

gibbon Suzana Galdeano e Patricia Veiga

Suzana Galdeano e Patricia Veiga

gibbon Sueli Bombiere e Christina GaldeanoSueli Bombieri. e Christina Galdeano, que responde pela assessoria de imprensa de Bianca Gibbon

Fotos de Marco Rodrigues

Abaixo, o look Gitana por Bianca Gibbon, em foto de Felipe Gaspar, modelo Patricia Furtado, produção do catálogo Georgia Wortmann

Bianca Gibbon 001

 

4 ideias sobre “Em cartaz na moda de Bianca Gibbon, “De volta para o passado”: poncho de crochê, chapéu de feltro desabado, blusa cigana

  1. Hilde…é mais um show de bola…parece a Alemanha no Mineirão contra o Brasil em 2014…não quero dize com isso que não tenhamos sofrido, quero falar do show de bola que levamos dentro de casa…mas estava lá o pé frio do Aécio, Graças a Deus nossa Dilma não estava lá…fazia muito tempo que não via a Geórgia W. e nem a Sra. mesmo em foto…muita gente bela…beijo

  2. LINDO TRABALHO , HILDE … BJS !!!!!
    ( e que bom rever vc , Sylvinha de Castro e Patrícia Veiga ….!!! )

  3. Hilde,
    Que linda matéria!
    Obrigada pela presença e pelas palavras.
    Fiquei emocionada e feliz quando encontrei a matéria sobre a nossa coleção GITANA, escrita por você que tanto admiro. E li feliz e orgulhosa para minhas filhas, quando chegaram hoje do colégio…
    Suas palavras enchem meu coração de esperança e força para continuar no caminho que acredito, um grande beijo,
    Bianca.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *