Editora dá as Faces na Bienal

Em sua estreia na Bienal do Livro, a jovem Editora Faces chegou “causando” no mercado editorial. A Faces abriu a Bienal com uma badalada tarde de autógrafos do livro A primeira presidenta, do analista político Helder Caldeira, sucesso tanto na versão impressa quanto na digital. Os direitos de filmagem já foram adquiridos por um produtor de cinema que negocia com Regina Duarte a possibilidade de ela fazer o papel de Dilma Rousseff

No próximo sábado, a Faces lança outro título com cara de best-seller. Trata-se de Liberdade crônica, de Maria Paula. Ela mesma. A divertida comediante do Casseta e Planeta que decidiu publicar um livro sério. Nada de piadas ou gracinhas. Ao longo de seus textos, a autora aborda questões sócio-políticas e outros temas relacionados ao meio ambiente e à sustentabilidade. A atriz também questiona aspectos ideológicos da sociedade, narra histórias saborosas vividas por ela e seus antepassados e divide experiências sobre suas crenças na cultura e na religiosidade de todos os povos, principalmente o oriental, já que em sua fase atual Maria Paula está intimamente ligada às tradições milenares do Oriente. A empresária Beatriz Willcox, dona da editora, é só entusiasmo quando fala do livro: “O que eu acho bacana nos textos da Maria Paula é que ela fala da mulher, analisando o seu papel ao longo dos tempos e das diferentes facetas da sua feminilidade”…

Depois da Bienal do Rio, Maria Paula vai se juntar a Deepak Chopra, Tariq Ali, Zeca Fonseca, Frei Beto, Ryoki Inoue e Marcos Vinicius Vilaça. Todos vão lançar seus livros na Fliporto, a Feira Literária de Pernambuco, que começa dia 11 de novembro, em Olinda

bienal 2 Editora dá as Faces na Bienal

O escritor Helder Caldeira, autor de A primeira presidenta, e a empresária Beatriz Willcox, dona da Editora Faces, na Bienal do Livro, no Riocentro.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *