E O POTIN DO CAMAROTE DEVASSA FOI… A TRANSGRESSORA ALICE DELLAL!

Enquanto, segundo o Ancelmo de Góes em sua coluna hoje, a modelo Alice Dellal, ficava de quatro e comia com o prato no chão e usando as mãos, no Camarote Devassa, sua mãe, a bela Andréa Dellal era só postura, compostura e elegância, no mesmo camarote, com orelhas de gatinha…

Mas, cá entre nós, filha de gatinha tem mesmo é que comer de gatinhas como uma gatinha, não é? Que toma leitinho no pratinho no chão. E de mais a mais eu não acredito em quem fez o relato ao Ancelmo. A Alice, no máximo, estava fazendo uma performance, protagonizando um happening de carnaval, e o pessoal logo conta o fato maldando.

Alice é uma transgressora de origem e de espírito e até de cabelos, que são raspados de um lado da cabeça. Chocar a audiência faz parte de seu charme, sucesso e carisma – e calçando meias arrastão rasgadas nos anúncios da Chanel, que paga a ela uma montanha de dinheiro pra isso.

No dia em que a Alice Dellal começar a se comportar como uma garotinha bien elévée do Colégio Sion aí sim é que será motivo para escândalo. Ora essa, que gente mais patrulhadora!…

E, de mais a mais, o camarote se chama Devassa ou não se chama?

Devassa11-Andrea Dallal-img_4565

Andrea Dellal foi de gatinha

alice dellalAlice Dellal é uma gatinha transgressora, vocês jamais a verão como uma garotinha bem comportada, fazendo reverência para os mais velhos… Apesar de que, se precisar, ela sabe fazer direitinho…

Abaixo, outras fotos no Devassa
Devassa11-Leandra LealLeandra Leal na frisa

Devassa11-Dira Paes-cb4u8840Dira Paes preparando-se para desfilar pela Imperatriz Leopoldinense

Devassa11-Marina Ruy Barbosa e Klebber ToledoMarina Ruy Barbosa e Klebber Toledo

Devassa11-Debora Nascimento e José LoretoDebora Nascimento e José Loreto

Fotos de Vera Donato

9 ideias sobre “E O POTIN DO CAMAROTE DEVASSA FOI… A TRANSGRESSORA ALICE DELLAL!

  1. Não entendo por qual razão, dizem que essa família Dellal é brasileira. Festejam com prazer no Brasil mas desprezam essa Terra mais do quê tudo. Aqui sentem-se à vontade para cometer as piores barbaridades sociais que não se arriscam a cometer na Europa. Não condeno o comportamento dessa tal Alice, pois apesar de ser por parte paterna de família riquíssima, ainda é filha de modelo, sem grande nível de escolaridade. A outra irmã famosa também fincou o pé na moda, nenhum dos filhos dessa Andrea apesar de andar com príncipes e princesas, tem nível universitário. Mas ainda assim, são ricaços. É o que importa?ou nao é. ?

    • Carla, quanto preconceito! Andréa Magalhães, hoje Dellal, trabalhou desde sempre como modelo, e com muito sucesso. É uma mulher de valor. Sua irmã, Patrícia Viera, revelou-se uma de nossas mais talentosas estilistas em couro. Renovou, com inédita inspiração, a utilização do material. Consegue transformar o couro bruto em renda delicada. Faz sucesso nas lojas de departamento mais importantes do mundo. A filha de Andréa, Charlotte Olympia, herdou da família materna o mesmo talento para a moda. É hoje uma das estilistas de sapatos mais prestigiadas da Europa, na mídia, na colocação de seu produto e nas vendas. Alice herdou o talento de modelo de sua mãe. É original, exótica, tem um charme diferenciado. É isso que o mercado da moda quer, de tempos em tempos, consumir: o diferente, a transgressão, a novidade. As mulheres Magalhães trazem isso no gene. Os príncipes e princesas são tal e qual nós todos, sentem-se atraídos por pessoas belas com quem tenham afinidades. O caso dos Dellal. A beleza sempre teve um espaço privilegiado neste mundo. Alex Dellal, não sei se obteve alguma graduação superior, mas sei que está, ainda sem qualquer divulgação, fazendo investimentos no Brasil no setor hoteleiro. Não os vejo desprezarem essa terra. Vivem pintando por aqui. Agora, se eles escolhem um grupo mais restrito para frequentar, isso é lá com eles.
      Meu abraço e um ótimo dia!

  2. Olá Hilde, sempre fui sua fã…mas ultimamente você tem me decepcionado muito. Primeiro com o comentário defendendo Zezé Polessa…apesar de ter sido arquivado, todo o Rio de Janeiro sabe que foi um acordo que a Globo fez…mais tarde vi que foi Zezé que interpretou sua mãe no cinema…por isso você a defendeu…agora fazer um comentário ridículo desses sobre a Dellal…me poupe…sou de uma das famílias mais ricas do Rio mas com origem no RS…mas tenho convicção que dinheiro não dá aval pra fazer o que quiser na vida…meus filhos foram educados pra serem pessoas “do bem”, para respeitar a todos, inclusive os serviçais…educação e respeito todos merecem…volte a ser a pessoa sensata e idônea que eu aprendi a respeitar…a mesma que há um tempo atrás jamais sentaria na mesma mesa que Ariadne Coelho.

    • 1- Sobre a Zezé. Nem sempre quem ataca está com a verdade. às vezes o atacado é quem está. Li o despacho do juiz e ele foi de uma clareza lapidar. Às vezes nós, jornalistas, mesmo os de grande credibilidade, também erramos. Se não há testemunha como foi dito que havia. Se há fita gravada PROVANDO que o motorista não levou Zezé ao Projac, onde teria havido a tal discussão com testemunha. Se há atestado médico recomendando ao motorista para NÃO TRABALHAR três dias (na segunda-feira do dito episódio inclusive), pois estava sob risco de infarto. Se a própria filha reconheceu que passou todo o dia monitorando o pai, preocupada pq ele estava doente e era um cardiopata. Se ele transportou Zezé de manmhã cedo e teve um ataque cardíaco à noite. Se na sexta-feira anterior ele teve um pré ataque. Reunindo todos esses “Se”, eles somados caracterizam que Zezé não foi culpada do ataque cardíaco do motorista, Sonia. O que eu não posso é deliberadamente endossar uma afirmação na qual não acredito.

      2 – Dellal. Não vou ficar aqui de monitora de comportamento dos filhos dos outros. Já estamos bem grandinhos para saber como devemos nos comportar. Quem não sabe, que arque com isso. E esse critério do “saber se comportar” muda com os tempos, eu mesma fico impressionada com as modernidades. Tenho os meus critérios que a mim me servem. A mim, aos meus e a quem eu me relaciono. Mas basta eu ligar a TV e já fico bege com os realities que TODO mundo vê e aplaude. Se eu for patrulhar esse e aquele comportamento não vou fazer outra coisa neste blog, querida….

      3 – Ariadne. Sento-me, com prazer, na mesa com Ariadne Coelho, que é educada quando come e segura muito bem os talheres. Não fala de boca cheia nem aponta o garfo e a faca pra mim enquanto conversa, como vejo muita gente que se acha “bem” fazendo. Não julgo as pessoas, Sonia, pelo que elas fazem contra elas. Só as julgo pelo que elas fazem contra os outros.
      Beijos e queira-me bem

  3. Essa garota é ridícula. Se ela não fosse de família rica que grife iria aceitar uma menina de 1,67 de altura, cabeça raspada e visual podrão? Se vc é uma garota realmente punk, totalmente fora dos padrões de modelo de passarela e pobre experimente bater na porta de uma Chanel da vida e pedir emprego? Nem como faxineira. Existem garotas estilo punk rock muito mais bonitas e interessantes que essa figura que nunca seriam chamadas para um editorial de moda pois gente alternativa só é considerada de “atitude” e “descolada” pela alta sociedade com muita grana e papai rico. Vi uma foto dessa garota em uma matéria onde o figurino dela nem rock era mais. Shortinho minúsculo, top, saltão verde, muitos penduricalhos… Como é rica, é moderna. Experimente voce, pobre amiga, sair assim na rua. As fashionistas de plantão vão comentar que seu estilo é “rodar bolsinha na esquina”. O dinheiro compra tudo nesse mundo. Se vc for convidada para um camarote de riquinhos e ficar de quatro e comer no chão ninguém vai dizer que vc é uma moça de atitude e sim uma desqualificada, sem berço e educação.

    • Sem entrar nos méritos de seus comentários sobre Alice Dellal, quero lhe dizer que desde que o mundo é mundo, a bola gira do mesmo jeito. Porém, agora, neste mundo virtual, chancelado com CC – Comunicação & Consumo – esses hábitos chegaram ao auge da exacerbação. Personagens de fama são mitificados e lançados por uma grande e poderosa máquina de comunicar para serem consumidos pelo respeitável público.

      Muitas das hollywoodianas belezas dos anos 50, 60, 70, 80 e assim por diante nem tão beleza foram e são. assim como se pensou ou se pensa, ou somos levados a pensar.

      A máquina da mídia nos domina e manipula em outras áreas da opinião. Fazendo achar o que ela quer que ache. Que determinada moda é bonita, por mais feia que seja. Que tal político é bom, mesmo que seja o pior, e assim por diante.

      Tolos são aqueles que acreditam e batem cabeça para tudo que veem na TV, leem nas revistas e jornais. Ter opinião própria é um dom raro nos dias de hoje neste Planeta. Mas é também um alto risco de se estar falando e pensando sozinho (ou com mais meia dúzia) na contra-mão da opinião de todos. Beijos

  4. Como voce compromete a credibilidade deste site protegendo, assim como todos, essa garota sem modos, barraqueira, que por onde passa arruma confusão. Ela trata o Brasil como uma floresta onde pode-se tudo. Duvido que em Londres ela faz os absurdos que faz aqui. Todo mundo que já esteve em uma festa com essa garota sabe que rola barraco e baixaria, porque ela não tem uma única coisa, respeito pelos outros, aliás, pelo visto, nem por ela mesmo. É ridícula essa proteção só porque ela é filha da Andrea. Me poupe, querida. Transgressora e descolada não é motivo para não respeitar os outros e os lugares. Se o Karl soubesse o que essa pessoa apronta por aqui, duvido que ela representaria uma marca, mesmo porque atributos de modelo, passam bem longe dela.

    • Querido, não sou juiz de comportamento nem de boas maneiras de ninguém. Se rola barraco nas festas onde ela vai, basta não convidá-la e está resolvida a questão. Não estou protegendo Alice Dellal, simplesmente não sou policial de posturas, e o sucesso que ela faz é exatamente pela transgressão. Tal e qual fez a Kate Moss, quando foi vista transgredindo e a carreira dela em vez de ir para o buraco foi pro céu. O mundo está de cabeça pra baixo, você há de dizer no seu ponto de vista. Está mesmo. Estou apenas constatando, não julgando.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *