BRASIL E FRANÇA DEBATEM MODELOS CONSTITUCIONAIS

Autoridades jurídicas francesas e brasileiras se reuniram nesta segunda no Copacabana Palace no seminário A Jurisdição Constitucional no Brasil e na França – O Novo Modelo Francês e a Questão Prioritária de Constitucionalidade. No encontro foram debatidos os modelos constitucionais de Brasil e França e foram levantadas questões de Direito Comparado. Na plateia, ministros, desembargadores, juízes, membros dos Ministérios Públicos Estaduais e Federais, advogados, professores e empresários interessados no tema.

O evento teve como palestrantes: Joaquim Barbosa, presidente do Supremo Tribunal Federal; Carlos Roberto Siqueira Castro, professor titular de Direito Constitucional da Universidade do Estado do Rio de Janeiro-UERJ e professor visitante da Faculdade de Direito da Universidade Panthéon – Assas – Paris II; Jean-Louis Debré, presidente do Conselho Constitucional da França; Guillaume Drago, professor titular de Direito Constitucional da Faculdade de Direito da Universidade Panthéon – Assas – Paris II; Marc Guillaume, secretário geral do Conselho Constitucional da França….

Seminário-IMG_0422- HELEN GRACIE E SIQUEIRA CASTROEllen Gracie e Carlos Roberto Siqueira Castro

Seminário-IMG_0418- MARC GUILLAUME  JOAQUIM BARBOSA   JEAN LOUIS DEBRÊ   SIQUEIRA CASTRO E GUILLAUME DRAGO

Marc Guillaume, Joaquim Barbosa, Jean-Louis Debré, Carlos Roberto Siqueira Castro e Guillaume Drago

Seminário-MG_0441- RICARDO BOECHAT  SILVIA E SIQUEIRA CASTRO

Ricardo Boechat, Silvia e Carlos Roberto Siqueira Castro

Seminário-IMG_0436

Seminário-IMG_0624- SIQUEIRA CASTRO E JEAN LOUIS DEBRÊ

Carlos Roberto Siqueira Castro e Jean-Louis Debré

Seminário-MG_0446- SILVIA E MARIA CLARA SIQUEIRA CASTRO

Silvia e Maria Clara Siqueira Castro

Fotos de Sebastião Marinho

2 ideias sobre “BRASIL E FRANÇA DEBATEM MODELOS CONSTITUCIONAIS

  1. Olá, apenas agora vi seu blog e seus comentários os quais endosso totalmente, seja na argumentação lógica como na emoção.
    Fiz a batalha à parte junto às redes sociais.
    Lastimo não ter visto antes, poderia ter reforçado sua luta fortalecendo a todos patriotas, lembrando que se a população tivesse conhecimento, Libra ainda seria nosso. Grande Abraço, estou a sua disposição.

Deixe um comentário para Léa Corrêa Pinto Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *