Ao mestre com carinho…

Fashionistas cariocas lotaram o Espaço Tom Jobim, no Jardim Botânico, em plena tarde de segunda-feira, para receber monsieur Gaultier. Os olhinhos da plateia brilhaaaavam, ouvindo tudo o que tinha a dizer um dos maiores nomes da moda de nosso tempo…

JPG1 Ao mestre com carinho...

A plateia que lotou o Espaço Tom Jobim estava repleta de gente da moda

Como eu já comentei aqui, Jean-Paul veio à Cidade Maravilhosa para divulgar o filme Jean-Paul Gaultier, Quebrando regras, documentário que conta sua trajetória de vida e carreira, exibido no Festival do Rio

JPG2 Ao mestre com carinho...

Betty Lagardère foi de listras para homenagear o estilista, conhecido por seus looks de marinheiro

JPG4 Ao mestre com carinho...

Paulo Borges, que ajudou a promover a palestra com seu portal FFW, também foi prestigiar Jean-Paul com as clássicas listras

Acompanhado de Farida Khelfa, diretora do filme, musa do estilista e uma das primeiras mulheres árabes a enfrentar as passarelas do mundo fashion, Gaultier contou que, por não ter estudado moda, sua grande escola de vida foi o trabalho. Quando jovem, tornou-se assistente de Cardin, a quem respeita e deve boa parte de seu aprendizado. O interesse pela moda, ele herdou, ainda criança, de sua avó. Gostava de brincar de bonecas e travestia seus ursinhos de pelúcia com seios de papel, já revelando aí um lado transgressor… Risos…

Não à toa, até hoje Gaultier carrega o apelido de L’enfant terrible de la mode (a criança terrível da moda), justamente por quebrar paradigmas, questionando o que é e o que não é belo, desconstruindo a figura do homem e da mulher bem como colocando gordinhas para desfilar na passarela: “Sempre fui atraído pelas minorias”…

JPG5 Ao mestre com carinho...

Jean-Paul, Farida e Betty, pouco antes de a palestra começar

spring 2011 couture2 Ao mestre com carinho...

Farida e o grande amigo Jean-Paul na passarela da Paris Fashion Week, temporada Spring 2011 Couture

Desfiles Jean Paul Gaultier1 Ao mestre com carinho...

Colocar na passarela o modelo andrógino Andrej Pejic vestido de noiva, a cantora gordinha Beth Ditto e homens de saia são algumas das muitas ousadias de monsieur Gaultier

Com vinte e poucos anos, encontrou aquele que viria a ser seu grande companheiro de vida e de trabalho, Francis Menuge. Na época, Gaultier não tinha dinheiro, mas uma vontade terrível de criar moda. Por essas e outras, para se destacar, precisou ressaltar ainda mais o seu lado criativo. Mas foi graças ao impulso de seu parceiro, sempre ao lado, lhe dando força, que Gaultier tomou coragem e lançou sua primeira coleção, aos 24 anos. Daí em diante uma longa trajetória seria percorrida…

5881282 801501 Ao mestre com carinho...

Com o companheiro, Francis Menuge, falecido na década 90, em decorrência do vírus da AIDS

O estilista lamentou nunca ter tido um lado empreendedor para conduzir os negócios. Mais tarde, quando já havia alcançado o sucesso, teve que procurar alguém que pudesse assumir o lado financeiro da empresa para que ele pudesse exercer seu lado de criador. “Eu nunca pensei em vender, eu sempre pensei em vestir pessoas”.

É claro que Jean-Paul não poderia deixar de elogiar Farida Khelfa, aquela que foi sua grande musa nas passarelas. Ele contou que quando a conheceu ficou fascinado com sua beleza exótica e ainda revelou que o estilo da modelo, sempre elegante e impecável, fez com que criasse uma coleção inteirinha inspirada nela, provando que as top models não devem ser vistas apenas como meros cabides. Para Jean, ninguém melhor que Farida para rodar um documentário sobre ele, pois a musa conviveu muito tempo ao seu lado, na vida, nos backstages e nas passarelas…

JPG6 Ao mestre com carinho...

Gaultier encantou a plateia com sua simpatia e simplicidade

JPG7 Ao mestre com carinho...

A ex-modelo musa de Jean-Paul e diretora do documentário, Farida Khelfa. Ninguém melhor que ela para rodar um filme sobre a trajetória do estilista

Gaultier comentou que sua adoração pelas listras breton (uma de suas grandes marcas) vem da infância, quando vestia roupinhas de marinheiro…

Jean Paul Gaultier Elle Decoration Suite Interior Designs stripes Ao mestre com carinho...

Gaultier imerso no universo de suas listras breton, também conhecidas como listras de marinheiro

Listras Jean Paul Gaultier Ao mestre com carinho...

O estilista costuma trabalhar as listras das mais diversas formas em suas coleções

Outra marca de seu estilo são os frascos de perfume em formato de corset ou busto. Jean contou que quando criança descobriu um espartilho no armário de sua avó e ficou encantado com a estrutura, a forma, os tecidos e materiais que compunham a peça. Curioso, perguntou à avó para que servia. Ela lhe disse: “Para corrigir a silhueta”. Mais tarde, já trabalhando como estilista, fez um espartilho surrealista, prolongado até o pé, de maneira a fazer com que a mulher que o usasse não conseguisse andar. Crítica, provocação, ironia, coisas de Gaultier…

Perfumes Jean Paul Gaultier Ao mestre com carinho...

Os famosos perfumes Gaultier em formato de corset ou busto

Impossível falar de Gaultier sem associá-lo a Madonna! Amigo íntimo da cantora, ele desenvolveu inúmeros figurinos para turnês e videoclipes. O mais famoso, certamente, é o da turnê Blonde Ambition, em que Madonna usa o icônico corset de bico em formato de cone…

article 0 01D981FE0000044D 374 468x617 Ao mestre com carinho...

Madonna, na turnê Blonde Ambition, com seu famoso corset by Gaultier

Além da moda e de Madonna, o designer também se arriscou no cinema, desenvolvendo figurinos para grandes filmes. Em especial, destaca-se a parceria com o diretor espanhol Almodóvar, para quem criou os figurinos de Kika (1993), Má Educação (2004) e, mais recentemente, A Pele que Habito, longa que abriu o Festival do Rio. Outros filmes memoráveis: O Quinto Elemento (1997), de Luc Besson e O Cozinheiro, o Ladrão, sua Mulher e o Amante (1989), de Peter Greenaway. Gaultier disse ser sempre um desafio adaptar seu estilo a uma determinada trama ou personagem…

Figurinos Gaultier Ao mestre com carinho...

Figurinos by Jean-Paul Gaultier

Empolgado com o Brasil, aceitou o convite de Paulo Borges para vir ao Fashion Rio e à São Paulo Fashion Week na próxima temporada. Aguardamos ansiosamente!…

JPG8 Ao mestre com carinho...

E aí vão mais algumas frases bacanas ditas pelo mestre para os futuros fashion designers:

“Eu enxergo como uma mosca, quase que em 360 graus”.

“Aos estilistas que desejam apenar ser celebres, não façam esse trabalho. Pois temos que nos sacrificar, isso é quase uma religião”.

“Temos que procurar manter nossa alma de infância, não ser blasé”.

“Se nos sentimos diferentes, não vamos mascarar essa diferença”.

Então é isso queridos! Au revoir!

 

Fotos: Sebastião Marinho, Style.com, Julien Hekimian/Getty Images e reprodução

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *