Antiguidade é posto, até no palco (e principalmente!)

A peça Por telefone estreou no Rio sem a presença de seu autor, Antônio Fagundes, que está fora do Brasil. Mas os artistas seus admiradores foram em peso ao Teatro Vanucci prestigiar a comédia romântica que leva ao palco Juliana Teixeira e Jandir Ferrari, com direção de Luiz Arthur Nunes, que conheci em Porto Alegre, quando ele ainda estudava direção teatral – 19 anos eu, 22 anos ele – tem no currículo, ao longo de quatro décadas de profissão, mais de 80 montagens suas. Nunes, além de professor titular de direção da Uni-Rio (grande escola!), fundou o Núcleo Carioca de Teatro. Sua comédia fica em cartaz até 10 de novembro e tem todas as credenciais para ser um sucesso nesta pré-primaveril temporada…

Por telefone Luís Artur Nunes Stella Freitas e Juliana Teixeira Antiguidade é posto, até no palco (e principalmente!)

Luiz Arthur Nunes, Stella Freitas e Juliana Teixeira

Por telefone Jandir Ferrari e Françoise Forton Antiguidade é posto, até no palco (e principalmente!)

Jandir Ferrari e a gracinha Françoise Forton, com quem já trabalhei no teatro

Por telefone Aracy Cardoso Antiguidade é posto, até no palco (e principalmente!)

A sempre Aracy Cardoso

Por telefone Norma Thiré e Eduardo Barata Antiguidade é posto, até no palco (e principalmente!)

Norma Thiré e Eduardo Barata

Fotos de Cristina Granato

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *