A Itália contada através das obras de Gerardo Sacco

Sob o comando da infatigável Vera Tostes, ativíssimo e sempre pronto para receber grandes exposições, o Museu Histórico Nacional prepara mais uma, Contos Preciosos de Gerardo Sacco, da Magna Grécia ao Terceiro Milênio, de 20 de julho a 11 de setembro. Por meio de instalações e joias de ouro, prata e pedras preciosas, do artista Gerardo Sacco, um dos mais importantes joalheiros italianos no mundo, a exposição vai contar um pouco da cultura, da arte, da história e das tradições italianas…

Quem for ao museu, verá seis grandes temas serem abordados, passando pela História dos colares inspirados na Magna Grécia às peças de arte sacra e joias cenográficas feitas para filmes, óperas e peças teatrais, alguns, inclusive, dirigidos por Zeffirelli

Viabilizada pelo Istituto Italiano di Cultura, a exposição é o evento de maior importância na programação comemorativa aos 150 anos da unidade da Itália, no âmbito do Projeto “Momento Itália e Brasil – 2011-2012”. E, certamente, imperdível…
.
Seria bom que outros museus do Rio, como, por exemplo, o Nacional de Belas Artes (que anda praticamente de portas fechadas há anos), seguissem o exemplo do dinamismo do MHN, sacudissem a poeira, espanassem as teias e abrissem suas portas para grandes e boas exposições, o que não tem acontecido faz tempo…
.
Abaixo, algumas fotos do trabalho de Gerardo Sacco que estarão no MHN
Expo Gerardo Sacco campones A Itália contada através das obras de Gerardo Sacco
Camponês
Expo Gerardo Sacco cestaria em palha e prata A Itália contada através das obras de Gerardo Sacco
Cestaria de palha e prata
Expo Gerardo Sacco colar em ouro e turquesa A Itália contada através das obras de Gerardo Sacco
Colar de ouro e turquesa
Expo Gerardo Sacco colar em prata cinco províncias A Itália contada através das obras de Gerardo Sacco
Colar Cinco Províncias, de prata, inspirado na história da Calábria, a terra natal do artista
Expo Gerardo Sacco Joias cenográficas A Itália contada através das obras de Gerardo Sacco
Joias cenográficas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *