A elite vai ver Tropa 2, mas Cabral ainda não foi

  • A condessa Marina Cicogna, famosa produtora do cinema italiano, foi ao Roxy esta semana assistir ao filme Tropa de Elite 2, do José Padilha, numa sessão das 7. Marina levou com ela a Benedetta. Segundo Paulo Fernando Marcondes Ferraz, que hospeda as duas e recomendou o filme, elas gostaram muito…
  • Quem ainda não viu o filme e não gostou, e muito menos não desgostou, foi o governador Sérgio Cabral, mesmo depois de ter recebido dois convites do diretor para ir assistir à fita. Realmente, José Padilha tem bons motivos para convidar Cabral, já que o Estado do Rio de Janeiro foi um grande apoiador da produção, não só como patrocinador, figurando nos cartazes, como também por ter cedido o próprio Palácio Guanabara para as filmagens…
  • Há, porém, controvérsias sobre se Cabral gostará de assistir ao filme que, apesar de ser uma ficção, tem toda a ação situada exatamente no período de tempo de seu primeiro mandato. Essa coincidência de datas pode dar margem a interpretações equivocadas envolvendo o governador Sérgio Cabral, que entraria nessa história feito Pilatos no Credo. Isto é: nada a ver. O governador que estaria sendo retratado é outro…
  • A propósito do filme magnífico de Padilha, quero ser mico de circo se o ator André Mattos, que vive o deputado Fortunato, dublê de apresentador de TV, não abiscoitar todos os prêmios de Melhor Coadjuvante do Ano do cinema brasileiro…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *