TRANSATLÂNTICO INGLÊS PARA BRASILEIRO VER

O luxuoso transatlântico inglês Queen Victoria, da Cunard Lines, mais famosa linha de cruzeiros do mundo, chega ao Rio de Janeiro dia 24 e recebe para visita guiada e lanche. Os convidados vão conhecer as instalações e um pouco de sua história. São sete restaurantes, um teatro, três piscinas, 30 bares e o Royal Spa, com deslumbrante vista para o mar e tratamentos holísticos. O navio tem capacidade para dois mil passageiros e 900 tripulantes. Vai partir da Flórida, Estados Unidos, com destino a Buenos Aires, Argentina. Pesa 90.000 toneladas.

Queen Victoria

Uma ideia sobre “TRANSATLÂNTICO INGLÊS PARA BRASILEIRO VER

  1. olá bela hildegard. não tenho dúvidas de que seu trabalho tem um nicho de interesse. mas ADOREI quando vi pela primeira vez uma pessoa tão visível, tão conhecida e reconhecida, defender genoíno.
    a prisão dele, de dirceu, de pizzolato… É UMA INJUSTIÇA CORRENTE.
    eles sofrem dia após dia o que – queira deus – jamais teremos de sofrer.
    isso depois de já terem sofrido por nós.
    por isso, vendo que você volta e meia torna à carga com mais textos sobre o assunto, lhe rogo que torne mais e mais mais e mais e mais.
    muita gente que a lê se mexerá, pelo menos por dentro, e terá dentro de si instaurado o princípio da dúvida, como o que iago instila no coração de otelo, mas no seu caso “dúvida DO BEM”… desconfiança ante a matraquice incrimiatória do mais da mídia corporativa, da globo, da veja… dúvida sobre a idoneidade de joaquim barbosa.
    invista-se da sua mais alta função social, você que difilmente haverá de perder muito o que quer que venha a acontecer, e abra ainda mais espaço para o tema em sua coluna… vincule-o ao mais… quem for ler sobre as jóias que onássis deu a callas vestidas por marília vai ver vir junto justaposto um artigo em que a simpática, honesta, gentil e sensata hildegard sustenta uma opinião que mexe, que abala a de alguns de seus leitores, os faz virem perguntar-lhe se é sério mesmo, porque?, como?
    você tem poder num quadro social específico onde poucos têm.
    zuzu se orgulharia sem dúvida, mais ainda do que já se orgulha.
    a injustiça da condenação de inocentes é algo gravíssimo.
    serão intimamente gratos ao lerem na hora única que têm para ler na papuda que uma mulher em uma posição social privilegiada defende sua inocência.
    hildegard-schindler.
    algo para você se lembrar para sempre com emoção e sabença do dever cumprido.
    eu, pequeníssimo professor, me sinto entristecido pela impressão de impotência, mas muito alegrado quando leio você intercedendo nas suas páginas por esses heróis do brasil.
    beijos, hilde.
    feliz 2014 pra nós, e tomara que com alguma boa nova também pros da papuda.

Deixe um comentário para rafael costa santos Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *