CARTA ABERTA DE JOSÉ DIRCEU AO POVO BRASILEIRO

Publicado no Blog do Zé Dirceu  http://www.zedirceu.com.br/

15 de novembro de 2013
O julgamento da AP 470 caminha para o fim como começou: inovando – e violando – garantias individuais asseguradas pela Constituição e pela Convenção Americana dos Direitos Humanos, da qual o Brasil é signatário. A Suprema Corte do meu país mandou fatiar o cumprimento das penas. O julgamento começou sob o signo da exceção e assim permanece. No início, não desmembraram o processo para a primeira instância, violando o direito ao duplo grau de jurisdição, garantia expressa no artigo 8 do Pacto de San Jose. Ficamos nós, os réus, com um suposto foro privilegiado, direito que eu não tinha, o que fez do caso um julgamento de exceção e político. Como sempre, vou cumprir o que manda a Constituição e a lei, mas não sem protestar e denunciar o caráter injusto da condenação que recebi. A pior das injustiças é aquela cometida pela própria Justiça. É público e consta dos autos que fui condenado sem provas. Sou inocente e fui apenado a 10 anos e 10 meses por corrupção ativa e formação de quadrilha – contra a qual ainda cabe recurso – com base na teoria do domínio do fato, aplicada erroneamente pelo STF. Fui condenado sem ato de oficio ou provas, num julgamento transmitido dia e noite pela TV, sob pressão da grande imprensa, que durante esses oito anos me submeteu a um pré-julgamento e linchamento. Ignoraram-se provas categóricas de que não houve qualquer desvio de dinheiro público. Provas que ratificavam que os pagamentos realizados pela Visanet, via Banco do Brasil, tiveram a devida contrapartida em serviços prestados por agência de publicidade contratada. Chancelou-se a acusação de que votos foram comprados em votações parlamentares sem quaisquer evidências concretas, estabelecendo essa interpretação para atos que guardam relação apenas com o pagamento de despesas ou acordos eleitorais. Durante o julgamento inédito que paralisou a Suprema Corte por mais de um ano, a cobertura da imprensa foi estimulada e estimulou votos e condenações, acobertou violações dos direitos e garantais individuais, do direito de defesa e das prerrogativas dos advogados – violadas mais uma vez na sessão de quarta-feira, quando lhes foi negado o contraditório ao pedido da Procuradoria-Geral da República. Não me condenaram pelos meus atos nos quase 50 anos de vida política dedicada integralmente ao Brasil, à democracia e ao povo brasileiro. Nunca fui sequer investigado em minha vida pública, como deputado, como militante social e dirigente político, como profissional e cidadão, como ministro de Estado do governo Lula. Minha condenação foi e é uma tentativa de julgar nossa luta e nossa história, da esquerda e do PT, nossos governos e nosso projeto político. Esta é a segunda vez em minha vida que pagarei com a prisão por cumprir meu papel no combate por uma sociedade mais justa e fraterna. Fui preso político durante a ditadura militar. Serei preso político de uma democracia sob pressão das elites. Mesmo nas piores circunstâncias, minha geração sempre demonstrou que não se verga e não se quebra. Peço aos amigos e companheiros que mantenham a serenidade e a firmeza. O povo brasileiro segue apoiando as mudanças iniciadas pelo presidente Lula e incrementadas pela presidente Dilma. Ainda que preso, permanecerei lutando para provar minha inocência e anular esta sentença espúria, através da revisão criminal e do apelo às cortes internacionais. Não importa que me tenham roubado a liberdade: continuarei a defender por todos os meios ao meu alcance as grandes causas da nossa gente, ao lado do povo brasileiro, combatendo por sua emancipação e soberania.

18 ideias sobre “CARTA ABERTA DE JOSÉ DIRCEU AO POVO BRASILEIRO

  1. Graças a deus esse corrupto foi preso.

    Símbolo da hipocrisia e de tudo que há de podre nesse país.

    Só falta o Lula lá!

    Mas a hora de TODOS os mensaleiros vai chegar.

  2. Obrigado!
    Se ficarmos calados quem gritará por nos quando chegar a nossa vez?
    Abs,

    Marcos.

  3. Vamos dar uma resposta à elite, que não se conforma com Lula e Dilma, que implantaram um programa de inclusão social neste país, onde as diferenças de classe são escandalosas e abissais, à imprensa, manipuladora e golpista, e ao STF, elegendo a Presidenta Dilma no Primeiro Turno!

    “……e eu vou morrer de rir que esse dia há de vir antes do que você pensa…”

    Só falta um ano!

  4. É enfatica a formacao da Ideologia anti PT. O processo ideologico, que tende a absorver as consciencias e dominar a psicologia social rumo ao emburrecimento coletivo acontece assim mesmo: a grande imprensa trazendo uma verdade dissimulada, exagerada por um lado e omissa por outro. Fiquemos todos atentos. Estamos com nossa anuencia alimentando um monstro que corroi o Brasil desde os tempos coloniais, a visao puro-elitista da realidade. A corrupcao é uma questao de raiz, que deve ser combatida, mas nao se combate corrupcao gerando outra maior.
    Ta na hora de pôr a venda nos olhos da justica para que ela cegamente possa melhor enxergar sem distinguir, classe, ideologia e muito menos vertentes e coligacoes politicas.
    Estou ansioso para verr o que ocorrera com as demais acoes e denuncias que estao postas todos os dias e submetidas insistentemente aos ouvidos surdos e microfones mudos da grande imprensa brasileira, a contraditoria tolerancia do MP e à tao comum mas tao benefica moratoria da justica.

  5. O povo só se preocupa com os políticos, mas precisamos estar cada vez mais ATENTOS com o nosso judiciário. O que estamos vendo é que o Min Público só apresenta denúncias, quando lhe interessa, e quando não, “senta em cima”, ou agora, “arquiva dentro das gavetas” (muito cinismo!). O STF com o julgamento do “Mentirão” chegou ao auge da arbitrariedade jurídica, com Min dizendo que “não tenho provas, mas a lei me permite…”, menosprezando os réus, aviltando os advogados das partes e outras barbáries. Lastimável! Quem pode frear esse descalabro é o Congresso, espere que esteja atento!

  6. Não deixa de ser irônico um lutador social pela emancipação dos oprimidos como o Zé Dirceu ter como carcereiro um capitão-do-mato como o Quincas Barbosa. Isso me faz lembrar a fábula em que um velho sábio tentava salvar um escorpião que se debatia em um poça d’água. A cada tentativa que o velho sábio fazia para salvar o escorpião, levava uma ferroada do escorpião. Ao ponto de que um jovem que observava a cena se impacientou: “Mas que velho tolo. Por acaso não sabe que não adianta tentar salvar este escorpião pois que é de sua natureza meter o ferrão?” Ao qual, o velho sábio respondeu: “Mas é da minha natureza ajudar! Não vou deixar que a natureza do escorpião mude a minha natureza.” Da mesma forma confio que o Zé Dirceu não deixará que seus algozes mudem a sua natureza.

  7. Eles cometeram crimes. Tiveram o direito de se defender. Foram condenados. Devem pagar as penas. O Estado de Direito impõe respeito às leis.

  8. Hildegard Angel, como historiador que sou, é impossível escrever para você comentando a prisão de José Dirceu, sem mencionar que os carcereiros são os mesmos que prenderam torturaram e mataram seu irmão, Stuart, que os juízes são os mesmos que não ouviram aquela mulher, que “Só queria embalar meu filho”. Hoje, sinto o mesmo medo daquela mulher “Que canta sempre esse estribilho”, pois é o mesmo STF, que se calou perante o Golpe dos Militares e que até hoje foi incapaz de mandar para a cadeia um único General assassino daquele Governo de exceção, e é a mesma imprensa, que não só apoiou o Regime Militar, como também encobriu seus crimes, transformando, como faz agora, inocentes em réus monstruosos.
    Que a voz de todos do clã Angel se junte à sua e peça, onde puder, que se faça justiça, e que os criminosos, que se escondem na imprensa e no STF, sejam exemplarmente punidos. Ditadura nunca mais.
    Marcos Antonio de Menezes – Professor de História na UFG

    • Professor Marco Antonio de Menezes,

      Peço-lhe permissão para fazer minhas as suas palavras!

      Nada há a acrescentar ao seu comentário! Está perfeito!

      Obrigada.

  9. O STF protege os bandidos tucanos e prende petistas. Portanto, todos que votaram no PT foram transformados em presos políticos do PSDB.

  10. Hilde, você, como ligação de nós cidadãos comuns com um dos grandes politicos do Brasil, José Dirceu, reafirme a ele que, ao contrário do que pretende a degradada elite brasileiro, os biltres, queriam, eles acabam de criar um mártir pós-moderno, mais do que nunca a prisão de Dirceu, ainda que uma aberração, vai fortalecer a simbologia deles entre nós. Ele não está só e a luta apenas começou. Que você também mantenha sua verve guerreira, precisamos dela, de sua importância para o revés desse golpe a todos que acreditamos no Estado de Direito Democrático, na liberdade política e ideológica. Como disse Mário Quintana, eles passarão, Dirceu passarinho.

Deixe um comentário para Sonia Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *