Nem religiosa de hábito nem santa de oratório, Gisella vai marcando o tempo da sua vida com atos de amor ao próximo

A Arquidiocese do Rio de Janeiro acaba de contemplar Gisella Amaral com o Prêmio Especial São Sebastião 2016, sua mais alta honraria.

Ainda não foi anunciada a data, bem como não foi revelado o local da entrega da homenagem.

Gisella Amaral, a grande dama da bondade

Nem religiosa de hábito nem santa de oratório, Gisella, a grande dama da bondade, vai marcando o tempo da sua vida com atos cotidianos de amor ao próximo – alguns grandiosos, outros pequeninos. O que pode significar alegrar a vida dos velhinhos de um asilo (durante vários natais seguidos levou o rei Roberto Carlos para festejar o Natal da Casa São Luiz), a campanha de prevenção do câncer de mama (saiu em périplo pelo país, fazendo palestras, dando o depoimento pessoal, na campanha Outubro Rosa), a ajuda ao Banco da Providência (criou o Arraial da Providência, para compensar o prejuízo com a queda do movimento da Feira da Providência) e as múltiplas ações construtivas de sua obra social SorRio.

Dona de grande criatividade na promoção de eventos, capaz de agregar pessoas de forte expressão, celebridades, benfeitores, lideranças empresariais, Gisella é um motor propulsor do bem, uma força para a caridade, locomotiva para as ações da Igreja Católica, e aberta a ajudar seja qual for a religião das carências, porque, afinal, bondade não vê fé, não vê time de futebol, raça ou sexo.

Daqui, meus aplausos entusiasmados pelo acerto do Conselho Cultural da Arquidiocese do Rio de Janeiro, na concessão deste Prêmio Especial.

Viva a Gisella Amaral!

 

2 ideias sobre “Nem religiosa de hábito nem santa de oratório, Gisella vai marcando o tempo da sua vida com atos de amor ao próximo

  1. Como nosso mundo seria bem melhor ,se tivéssemos mais seres iluminados como a Sra Gisella.

    Linda ,bela e justa homenagem.

    Viva a Sra Gisella ,viva.

  2. Excelente escolha . Cor de Rosa Choque. Continua Belíssima. Parabéns aos Católicos do Rio pelo acerto. abraço ALeS.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *